Wikia

Saint Seya Wiki

Lista de Capítulos de Saint Seiya: Next Dimension

Comentários2
1 815 pages em
Este wiki

Editar

Prologo

Hades é vencido por Seiya e cia!

A história começa com uma recapitulação da luta dos atuais Cavaleiros de Bronze (Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda e Ikki de Fênix) contra o Deus Hades. Os Cavaleiros de Bronze estão vestindo as suas Armaduras Divinas. Aparentemente eles não estão sendo páreos para Hades mas em um determinado momento da luta, Hades reconhece Pégaso, dizendo que já lutou contra ele no passado (em outra encarnação). Nisso aparece a imagem do antigo hospedeiro de Hades em um jardim florido!

Capítulo 01 - Dohko e Shion Editar

Capitulo1

Dohko e Shion são Cavaleiros de Ouro!

Dohko e Shion eram Cavaleiros de Bronze (suas constelações não foram citadas mas provavelmente Dohko era da constelação de Dragão ou de Tigre e Shion era da constelação de Escultor, armadura considerada perdida nos tempos atuais). O atual Mestre do Santuário (nome não divulgado mas seria ele um antigo cavaleiro de ouro, da geração anterior de Dohko e Shion?) nomeou-os Cavaleiros de Ouro, para que eles ajudem na luta contra Hades. Dohko quer partir imediatamente para o Elíseos, local onde está Hades, mas Shion tenta impedi-lo!

Capítulo 02 - Alone Editar

Capitulo2

O jovem tenta ajudar Dohko de Libra!

Dohko de Libra e Shion de Áries iniciaram a luta entre eles, cada um disparando seus respectivos golpes: Cólera dos Cem Dragões (Dohko) e Revolução Estelar (Shion). Os dois começam a conversar e sabem que se continuarem, começarão uma Guerra dos Mil Dias. Shion assume que não poderá fazer nada para impedir que Dohko vá até onde Hades está e o jovem cavaleiro de Libra fala que este é o momento certo para matar Hades. Shion explica que o próprio mestre disse que a Guerra Santa contra Hades poderia começar a qualquer momento (Na Guerra Santa de 250 anos atrás, os exércitos de Atena e de Hades travaram uma terrível batalha até a morte). Shion entende que deve ir ajudar Dohko e os dois partem para onde Hades está. Chegando lá, Dohko é imobilizado por um jovem loiro. Shion não tem dúvidas de que este jovem é na verdade Hades, que já encarnou na Terra e escolheu como hóspode um jovem de coração puro. Curiosamente, o jovem ajuda Dohko, curando seus ferimentos. O cosmo ameaçador sumiu e aproveitando-se desta brecha, Shion resolve atacar o jovem. De repente, surge um outro garoto, chamado Tenma de Pégaso, dizendo: Parem, o que querem com meu amigo Alone?

Capítulo 03 - TenmaEditar

Para a personagem de Next Dimension, visite Tenma de Pégaso, e para a de The Lost Canvas, visite Tenma de Pégaso (TLC).

Capitulo3

Um rapaz aparece e impede o assassinato do garoto loiro. Ele apresenta-se como Tenma!

Um rapaz aparece e impede o assassinato do garoto loiro pelos Cavaleiros de Ouro. Ele apresenta-se como Tenma (e não Pégaso), assim como o frágil garoto que revela seu nome: Alone. Logo Tenma parte para cima dos dourados que se defendem com facilidade mas, neste meio tempo, Tenma consegue fugir em seu cavalo levando o jovem alvo dos cavaleiros dourados. Um barril, que estava preso ao cavalo, cai revelando a urna da armadura sagrada de Pégaso.

Capítulo 04 - AmigosEditar

Capitulo4(2)

Tenma pergunta para Alone se ele não se machucou na fuga!

Tenma pergunta para Alone se ele não se machucou na fuga. O garoto diz ter pequenos arranhões. Ao virar-se para Alone, Tenma vê a figura do terrível deus do submundo, Hades, mas pensa ser apenas uma alucinação. Neste momento, Tenma percebe que um barril que carregava junto de si caiu e diz que tem que voltar para recuperar o seu conteúdo. Os dois voltam mas quando Tenma encontra o que queria, os Cavaleiros de Ouro já estão ao lado da urna da armadura de Pégaso.

Capítulo 05 - A Espada de Hades Editar

Capitulo5

Dokho pergunta se o rapaz sabe o que tem dentro da urna!

Dokho pergunta se o rapaz sabe o que tem dentro da urna. Tenma diz que não mas sabe que só deve abrí-la quando se deparar com o mal. Ele então abre a urna e veste a armadura de Pégaso. Tenma se assusta com aquilo mas os Cavaleiros de Ouro explicam o que é uma armadura sagrada. Neste meio tempo, Alone é atraído para uma construção e, lá dentro, o frágil menino encontra uma espada. Ela o atrai tanto que ele acaba sendo surpreendido por uma moça (Pandora). Pandora diz que ele é o Imperador Hades.

Capítulo 06 - O Despertar de Hades Editar

Capitulo6

Pandora diz que Alone é Hades mas ele reluta em acreditar!

A garota diz que Alone é Hades mas ele reluta. Ela pede que ele retire a espada da pedra pois isso provará que ele é Hades. Enquanto isso, Tenma discute com Dohko mas logo Shion derruba o cavaleiro de bronze. Dohko ainda diz que quer levar Tenma para treinar no Santuário mas Shion diz que ele só quer saber quem deu a armadura de Pégaso ao rapaz. Nisso ambos sentem o despertar de Hades na construção. Alone já havia conseguido tirado a espada.

Capítulo 07 - O Castelo de Hades Editar

Capitulo7

Shion e Dohko tentam impedir Tenma mas o Pégaso acaba os ignorando!

Alone cai pedindo ajuda a Tenma, mas isso não passa de sonho de Tenma. Mesmo assim o rapaz corre para ajudar o amigo enquanto Pandora anuncia o despertar dos 108 espectros e o surgimento do castelo de Hades. Shion e Dohko prevêem o a ressurgimento completo de Hades ao ver o castelo. Eles tentam impedir Tenma que acaba os ignorando sem saber que no castelo não terá força alguma. Já perto do mausoléu onde Alone estava, Tenma chega e fala com seu amigo.

Capítulo 08 - Espectros Editar

Capitulo8

Tenma de Pégaso enfrenta os espectros de Hades sozinho!

Tenma chama Alone que o ignora. Ao tentar se aproximar do amigo, Pandora o derruba com seu poder. Logo após isso, três soldados de Hades aparecem e começam a agredir o cavaleiro de Pégaso, que tenta reagir sem sucesso. Depois aparece Dohko e Shion salva o Tenma.


Capítulo 09 - A Barreira Editar

Capitulo9

Suikyô de Copo é o mestre do cavaleiro de bronze Tenma de Pégaso!

Os Cavaleiros de Ouro ajudam Tenma e aconselham todos irem embora, pois o campo de força de Hades diminui suas forças para um décimo. Tenma diz não se importa e que seu mestre lhe ensinou a deixar amigos para trás. Shion e Dohko perguntam quem treinou Tenma. O Cavaleiro de Pégaso responde que o nome do seu mestre é Suikyô de Copo (Taça). Os cavaleiros de Ouro se surpreendem, já que eles foram amigos de Suikyô na infância, mas se recordam que há pouco tempo, em uma investigação sobre Hades, ele havia sumido. Neste meio tempo, surge Vermeer de Griffon, que derruba Tenma e depois abate também Dohko e Shion.

Capítulo 10 - SuikyouEditar

Para a personagem de Next Dimension, visite Suikyo de Garuda, para a personagem da série de anime/mangá The Lost Canvas, visite Aiacos de Garuda (TLC).

Capitulo10

O espectro de Garuda é na verdade o antigo Cavaleiro de Prata de Copo!

Vermeer é devastador. Ele controla, com sua poderosa técnica, os dois Cavaleiros de Ouro, porém Tenma interfere, atacando o juiz. Nada Acontece devido ao campo de força de Hades. Quando o espectro de Griffon decide acabar com tudo e matar os três Cavaleiros de Atena, aparece o espectro de Garuda, um dos juizes do mundo dos mortos. Ele avisa para Vermeer que Pandora quer a sua presença. Os Cavaleiros de Atena reconhecem a voz do espectro de Garuda. Quem será ele? Ele é nada mais nada menos do que Suikyô!

Capítulo 11 - Aquecer Editar

Capitulo11

Suikyô pega Tenma e Alone nos braços para aquecê-los do frio!

O capítulo começa com uma lembrança de Alone, durante uma tempestade, se abrigando em uma pequena casa. De repente, Tenma entra de forma brusca no local. O fogo da lareira parece insuficiente para os dois. Alone joga as suas ferramentas de pintura na lareira, fazendo o fogo aumentar. Após isso, Alone dorme e Tenma se aproveita deste momento para roubar as coisas do bondoso menino. No caminho da fuga, ele encontra um homem que o leva de volta para a casa. Esse homem é Suikyô. Ao voltar, Alone fica feliz ao ver que Tenma está bem. Suikyô aquece as crianças com seu cosmo. De volta na batalha, Suikyô diz o mundo só pode ser limpo por Hades.

Capítulo 12 - A Água da Taça Editar

Capitulo12

A Armadura de Prata de Copo (Taça) é revelada!

Vermeer de Griffon estranha Suikyô não matar logo os cavaleiros de Atena e diz que duvida que seu companheiro faça isso, tendo em vista que eles já estiveram do mesmo lado. Suikyô resolve então arrancar a cabeça de Tenma, mas um soldado aparece e diz que eles (Suikyô e Vermeer) têm a presença exigida no castelo de Hades. Ambos vão e deixam os três cavaleiros para o espectro soldado matar, já que estavam desacordados e sob o efeito da barreira de Hades. Quando o espectro está prestes a matar Tenma, o cavalo do garoto acaba salvando todos, revelando em seguida a Armadura de Prata de Copo (Taça) dentro de um barril que o próprio cavalo carregava. Tenma acorda e vê Dohko e Shion bem. Os dois explicam que o seu cavalo, chamado Pégaso, os salvou. Dohko explica que a armadura de Copo era utilizada por Atena em momentos especiais durante a mitologia e por isso quem tomasse tal água de sua taça teria seus ferimentos curados, porém eles observam mais uma das qualidades da armadura que é a de mostrar o futuro. Dohko estranha ao se ver velho no reflexo, Shion se vê como mestre do santuário, porém não conta isso a ninguém e Tenma não entende quem é aquele homem parecido com ele que está numa cadeira de rodas.

Capítulo 13 - Izô e Ox Editar

Capitulo13

Os Cavaleiros de Ouro Izo de Capricórnio e Ox de Touro!

Dohko e Shion são repreendidos pelo Cavaleiro de Ouro Ox de Touro, que diz que eles não poderiam mais agir sem pensar e atacar Hades como fizeram anteriormente. Tenma está lá, mas é ignorado. Ox golpeia os cavaleiros de ouro novatos com o seu golpe Grande Chifre, mas Tenma intervém. O Cavaleiro de Bronze é derrubado com violência pelo guardião da segunda casa zodiacal. Quando Ox resolver atacar os três novamente, surge Izo de Capricórnio, que ignora Ox e derruba, penhasco abaixo ao cortar o chão com a sua Excalibur, os Cavaleiros de Ouro de Libra e Áries, e também Tenma. Lá embaixo, os três conversam e resolvem treinar mais para ficarem mais fortes (Dohko e Shion para lutarem contra Hades e Tenma para salvar Alone e Suikyô, seu mestre). Enquanto isso, os Cavaleiros de Ouro Ox e Izo conversam sobre a Guerra Santa e discutem o porquê de Hades já estar reencarnado e Atena ainda não. Izo vê a Armadura de Copo trazida por Dohko e Shion e, sabendo da propriedade dela refletir o futuro, resolve olhar para ela, na tentativa de descobrir onde Atena está. Eles acabam vendo Seiya sendo empurrado por Saori em uma cadeira de rodas no ano de 1990. O passado e o futuro irão se misturar.

Capítulo 14 - O Bracelete de Flores Editar

Capitulo14b

Shun, o Cavaleiro de Bronze de Andrômeda, encontra Saori e Seiya!

Saori coloca uma pulseira de flores em Seiya. Ela diz que esta pulseira o protegerá. Shun aparece, carregando a urna da Armadura de Andrômeda nas costas. Saori conversa com Shun e pergunta sobre os outros cavaleiros de bronze. Shun responde dizendo que não sabe o que aconteceu com eles, mas sabe que eles estão vivos. De repente, Shun percebe que algo está errado com Seiya. Ele questiona Saori, perguntando se ele está vivo ou não, já que ele não consegue sentir o cosmo do seu amigo. Saori diz que a espada de Hades ainda habita o peito de Seiya. Shun fica sem entender e Saori explica: Hades feriu Seiya com a sua espada, que nada mais é do que uma espada invisível, utilizada pelo senhor dos mortos para amaldiçoar os humanos. Como Pégaso vem impedindo seus planos de conquistar a Terra desde a era mitológica, ele se aproveitou do momento em que Seiya me salvou, e o feriu gravemente. Agora ele tem 3 dias de vida apenas, já que a espada continua se movendo e atingirá o seu coração. Esta é a maldição de Hades.

Capitulo14

O homem mais próximo de deus: o Cavaleiro de Ouro de Virgem Shijima!

Shun sugere que eles possam fazer algo para salvar Seiya. Saori alerta que eles não tem muito tempo, mas tentará falar com alguém. Shun resolve acompanhar Saori. Os dois surgem em Star Hill, o local onde os mestres ficam para ver as estrelas e prever o futuro das próximas gerações. Saori diz que aquele local é também o local mais próximo da Lua. Shun fica espantado e Saori diz: vamos encontrar a minha irmã mais velha, Artemis. O chão começa a tremer e o espaço-tempo começa a se distorcer. Os dois chegam em um lugar acima das nuvens: o Olimpo. Shun veste a sua Armadura. Saori percebe que ela voltou a ser uma armadura de Bronze e explica o fato das Armaduras Divinas terem voltado a ser armaduras de bronze (quando uma Armadura é banhada com o sangue de Atena e o cavaleiro eleva o cosmo até o infinito e deseja muito a vitória, ela se torna uma Armadura Divina, porém quando a missão é concluída, ela volta a sua forma anterior). Shun diz que se sente melhor vestindo a armadura de bronze, já que ele se saiu vitorioso de muitos batalhas com ela, sempre protegendo Atena. Saori diz que chegou a hora dela proteger Shun e resolve partir para o templo de Artemis. A história volta 240 anos no tempo. Ox e Izo são supreendidos por um homem de cabelos vermelhos: é o antigo Cavaleiro de Ouro de Virgem chamado Shijima. Ele diz que sente um cosmo bem distante se aproximando rapidamente deles, é o grande cosmo de Atena!

Capítulo 15 - Templo da Lua Editar

Capitulo15a

Atena resolve antender o pedido da bruxa Hekate e corta os seus cabelos!

Shun e Atena estão indo em direção ao templo de Artemis, mas se perdem. De repente, uma coruja surge e se transforma em uma mulher velha. A mulher se apresenta como Hekate, a "Bruxa da Lua" e questiona onde Shun e Saori estão indo. Os dois respondem dizendo que querem ir ao templo da Lua. A bruxa pergunta o que dois humanos querem fazer no templo da Lua. Saori se apresenta como Atena e responde dizendo que quer encontrar a sua irmã. A velha começa a cheirar Saori, reconhecendo-a em seguida. Para deixar Shun e Saori passar, a velha pede algo em troca. A velha retira uma adaga da roupa e diz que quer um pedaço do cabelo de Atena. Ela explica que se ferver o cabelo da Atena com água e tomá-lo em seguida, a pessoa ganhará uma longevidade de 100 anos. Shun não aceita o que a velha quer, mas Saori acaba aceitando por dois motivos: o primeiro porque ela já queria ficar mais leve cortar o seu cabelo curto já desde antes e o segundo porque é a única forma deles sairem daquele labirinto e chegarem ao templo de Artemis. A velha corta o cabelo de Saori e some, juntamente com o labirinto! Shun e Atena partem e finalmente chegam ao templo de Artemis. Lá, eles são atacados por flechas. Shun utiliza a sua Defesa Circular e salva Atena. Em
Capitulo15b

As Satélites são Guerreiros fiéis a deusa da Lua Artemis!

seguida lindas mulheres aparecem segurando arcos de flecha: elas são as Satélites (soldadas lunares). De repente, uma outra mulher aparece, a líder delas e serviçal de Artemis, e se apresenta como Calisto. Ela reconhece Atena e pede perdão pelo ataque, ordenando as Satélites se abaixarem perante a irmã de Artemis. Saori diz que veio ver Artemis e Calisto responde dizendo que a conduta de Atena nos últimos tempos (vencendo Poseidon e Hades) já chegou aos ouvidos de Artemis, que não está nada satisfeita. Calisto ordena que Atena vai embora e espere Artemis convidá-la quando estiver mais calma. Atena diz que não vai embora e diz que usará os seus poderes se for preciso. Calisto entende e leva Atena até onde Artemis está. A deusa da Lua surge vestindo a sua Armadura. As duas irmãs, Atena e Artemis estão frente a frente!

Capítulo 16 - Enquanto Houver Amor Editar

Capitulo16a

Artemis fica indignada ao saber as reais intenções da sua irmã Atena!

Atena e Artemis estão frente a frente. Artemis desce as escadas e fica diante de Atena, direcionando o seu báculo para a cabeça de Atena. Atena diz que gostaria de fazer um pedido: ela pede para Artemis emprestar o seu poder para voltar no passado e roubar a espada de Hades. Artemis fica irritada e pede para que Atena se cale, dizendo que ela já causou muitos problemas ao vencer Poseidon e Hades, além disso isso causaria uma distorção no espaço/tempo. Artemis levanta o seu báculo e tenta acertar Atena, que se defende bloqueando o ataque da sua irmã com o seu báculo. Artemis questiona o fato de Atena tentar salvar a vida de um ser humano e que já é hora de destruir os humanos, que só querem saber de poluir o universo. Atena acaba sendo encurralada na parede, mas responde dizendo que os humanos são tolos e mesmo roubando e cometendo crimes, possuem algo chamado amor. Enquanto houver amor, Atena sempre acreditará nos humanos. Artemis se irrita ainda mais e joga o báculo de Atena no chão. Shun tenta ajudar, mas é impedido pela Calisto. Artemis diz que, por conviver com os humanos, Atena acabou contaminada pela estupidez deles e que o amor não passa de uma ilusão criada pelos humanos. Ela alerta para Atena parar com isso pois, caso contrário, causará a ira do senhor supremo (provavelmente uma referência a
Capitulo16b

Atena e Shun são jogados para fora do templo de Artemis!

Zeus) e ela será rebaixada de deusa para humana. Saori começa a derramar lágrimas, mas insiste em dizer que acredita nos humanos. Artemis diz que ela e Apolo não são capazes de controlar o tempo e apenas é portador desse poder: o deus do tempo, Cronos. Atena pergunta onde ela pode entrar Cronos, mas Artemis não sabe, tendo em vista que ele não possui forma. Artemis diz que o pedido de Atena é impossível de ser realizado e pede para ela ir embora. Atena e Shun são jogados para fora do templo. Atena se levanta e diz para Shun que está decidida a encontrar Cronos. Hekate, a bruxa da Lua que cortou o cabelo de Saori, aparece, agora como uma garotinha, e diz que sabe como encontrar Cronos. Artemis conversa com Calisto e começa a chorar dizendo que a sua irmã mais nova é muito corajosa e não importa os desafios que ela terá pela frente, ela sempre se manterá de pé pelo amor que tem pelos humanos.

Capítulo 17 - Lascoumoune Editar

Capitulo17

Lascoumuune, uma das principais Satélites, é chamada por Calisto para eliminar Atena!

No Templo de Artemis, Calisto, sem que Artemis saiba, manda Rasku Moon, sua principal Satélite, matar Atena, que se tornou um grande problema para os doze deuses do Olimpo e não se importa mais com o seu dever real. Enquanto isso, Saori e Shun, guiados pela bruxa Hécate, procuram a entrada para encontrar Cronos. No caminho, eles são perseguidos e Shun pede para que Saori e Hécate prossigam. O homem que várias vezes renunciou as lutas utiliza seus punhos para vencer os inimigos mais uma vez. As dez Satélites que os seguiam são derrotadas pelo golpe "Onda Relâmpago" de Shun. Rasku Moon aparece com uma flecha apontada para Shun e o golpeia com seu golpe Crimson Viper (algo como Víbora Carmesim). Com o ataque, uma cobra aparece voando com movimento de espiral em torno da corrente de Shun. A luta prossegue e Shun está prestes a receber o golpe de misericórdia, mas um cosmo coberto de chamas aparece: A FÊNIX IMORTAL.

Capítulo 18 - Ave Fênix Editar

Capitulo18

Artemis fica indignada ao saber as reais intenções da sua irmã Atena!

Izô, Ox e Shijima conversam. Shijima, graças ao seu poder, percebe que Atena está próxima e deverá chegar em breve. Izô e Ox ficam apreensivos. Enquanto isso, no presente, Rasku Moon tem o seu golpe Víbora Carmesim detido por Ikki de Fênix, que mais uma vez tem uma entrada triunfal. Rasku Moon atira mais flechas, mas nenhuma delas atinge o Cavaleiro de Bronze. Rasku Moon reconhece que Ikki é o Cavaleiro de Bronze mais poderoso, mas Ikki diz que Shun também é muito poderoso, embora ele não demonstre toda hora por causa da sua calma e pelo fato dele odiar machucar os outros. Ikki diz para Rasku Moon que se Shun quisesse ter usado o seu verdadeiro poder, ela já estaria morta. A Satélite se enfurece e manda Ikki calar a boca, atacando novamente com o seu golpe Víbora Carmesim. Ikki novamente detém as flechas mortais, voltando o golpe contra a Satélite. Uma flecha atinge em cheio o peito de Rasku Moon, que cai praticamente morta no chão. Ikki volta a sua atenção para Shun, que não está tão ferido. Ele diz que deixará Atena aos cuidados dele, já que terá que tratar de um assunto pendente neste momento! Mais tarde, Shun acorda e percebe que o seu irmão o ajudou a vencer Rasku Moon por causa de uma pluma de Fênix que está no chão. O Cavaleiro de Andrômeda vai as lágrimas ao saber que seu irmão o ajudou mais uma vez. Hécate e Atena finalmente chegam ao local de destino. Elas encontram um enorme lago e a bruxinha diz que aquele é o único lugar onde elas podem encontrar Cronos, o deus do tempo.

Capítulo 19 - Portas do Espaço-Tempo Editar

Capitulo19

Atena e Shun estão unidos na viagem do tempo graças a corrente de flores!

Hécate e Atena conversam diante do imenso lago. A bruxinha diz que o que elas estão vendo não é água e sim várias galáxias, que misturadas formam o passado e o presente em um portal do tempo e do espaço na Terra. De repente, surge uma voz perguntando quem está ali. A voz é nada mais nada menos do que a do deus Cronos, que quer saber quem está perturbando a quietude do tempo. Sem pensar, Cronos mata Hécate em um piscar de olhos e diz que a próxima a morrer será Saori (ele ainda não sabe que ela é Atena). Cronos ataca Saori, mas a deusa se defenda com seu escudo, embora seja jogada ao chão. Enquanto isso, Rasku Moon, que não morreu, se apresenta para Calisto. A Satélite pede desculpas por ter deixado Atena escapar e cai no chão, mal conseguindo falar o nome do homem que a venceu: FÊNIX! Calisto fica indignada com a arrogância de Atena e de seus Cavaleiros que adentram o Olimpo como bem querem. Ela diz que todos os deuses do Olimpo irão se reunir e uma coisa terrível deverá acontecer. De volta ao lago, Shun acorda Saori, que estava caída no chão, e pede desculpas pelo atraso. Atena agradece dizendo que teria sido tragada através do tempo se Shun não tivesse chegado para salvá-la. Shun percebe que Hécate morreu, quando é interrompido pelas galáxias do lago se aproximando deles. Cronos pergunta quem são eles. Saori responde dizendo que é Atena, uma dos Doze Deuses do Olimpo. Cronos se assusta ao saber que a filha de Zeus, portanto sua neta está diante dele. Atena então pede para Cronos levá-la ao passado, há cerca de duzentos anos atrás, na Guerra Santa anterior contra Hades. Cronos pergunta o motivo da ida de Atena ao passado e deusa responde dizendo que é para salvar a vida de um humano. Ela diz que essa pessoa recebeu um ferimento
Capitulo19b

O Relógio Estelar surge diante de Shun e de Atena antes deles voltarem ao passado!

da espada de Hades e ela só possui três dias de vida. Cronos pergunta se Atena quer voltar ao passado para se livrar da espada de Hades e Saori diz que sim. Cronos diz que Atena é tola e não pode mudar o passado e muito menos o destino das pessoas. Entretanto, Cronos pergunta se ela estará disposta a sacrificar a sua vida por isso e Atena responde que sim. Atena implora para Hades levá-la e diz que dará qualquer coisa em troca. Cronos concorda, porém diz que tomará a vida de Atena para ele. De repente, um relógio gigante surge: é o Relógio Estelar. Cronos dará três dias para Atena e se ela não voltar a tempo, ficará presa no passado para sempre. Atena concorda. Cronos explica que a entrada para o tempo da Antiga Guerra Santa fica na galáxia vermelha, bem abaixo do relógio estelar. Ele ainda avisa que se ela cair em uma galáxia diferente, ela será levada para um passado ou um futuro diferente. Atena agradece Cronos, que retruca dizendo que não precisa dos agradecimentos dela, já que tomou a sua vida para ele. Cronos ainda faz um último alerta: Atena não poderá mudar a história, caso contrário ele terá que interceder. Saori entrega uma pulseira de flores para Shun e diz que ela os manterá unidos, fazendo com que eles não caiam em um tempo diferente. Os dois partem para o passado.

Capítulo 20 - Nascimento de Athena Editar

Capitulo20

Saori (Atena) vira um bebê ao retornar ao passado para tentar salvar Seiya!

Shun e Saori estão sendo tragados pela abertura do espaço/tempo. Atena pede para que Shun não solte a sua mão, caso contrário eles poderão se separar e talvez nunca mais possam se reencontrar. O Cavaleiro de Andrômeda faz um esforço enorme, mas a Corrente de Flores que os unia acaba se quebrando, separando-os. Cronos conversa com Hécate e a bruxinha diz para o Deus do Tempo não subestimá-la. De repente, surge na frente de Hécate uma ampulheta gigante, a Ampulheta das Estrelas. Cronos diz que enviou Atena para o passado, juntamente com o Cavaleiro que a protegia, conforme ela havia pedido, dando-lhes um prazo de 3 dias apenas. Cronos ainda diz para Hécate que ele obrigará Atena a passar por uma provação, mexendo um pouco nos seus telômeros (DNA). Hécate fica sem entender e Cronos vai embora dormir. A bruxinha imagina que Cronos enviou Atena para a morte certa, já que ela terá que enfrentar a antiga Guerra Santa. No Castelo de Hades, já no passado, Pandora sente que alguma coisa acabou de chegar. No Santuário, os Cavaleiros de Ouro Ox, Izô e Shijima também sentem a chegada de um incrível cosmo. Shijima faz uma revelação: a deusa Atena finalmente chegou! Eles correm para a Estátua de Atena. Shion e Dohko conversam sobre a chegada de Atena. Tenma também quer ir ver, mas Shion o impede, já que apenas os Cavaleiros de Ouro podem subir as Doze Casas do Zodíaco. Shion explica que os Cavaleiros de Bronze e de Prata devem apenas proteger o perímetro que envolve o Santuário. Novamente no castelo de Hades, Vermeer de Griffon e Suikyô de Garuda se apresentam. Pandora alerta os juízes do Inferno que Atena surgiu no Santuário, mas há algo estranho nisso. Ox e Izô encontram Atena: ela é apenas um bebê!

Capítulo 21 - Adaga do Papa Editar

Capitulo21

Shun encontra Tenma de Pégaso e o confunde com Seiya!

O bebê Atena aparece diante dos 3 Cavaleiros de Ouro: Ox, Izô e Shijima. Eles se perguntam se ela é realmente a Atena e Shijima responde que sim, depois de sentir seu cosmo. O Mestre do Santuário surge e pede para eles não encostarem nela. Em seguida, ele a pega no colo e informa que o exército de Hades tentará matá-la. Com isso ele ordena que os três voltem para as suas respectivas Casas Zodiacais. Todos obedecem, mas Shijima tem um mau pressentimento. No Castelo de Hades, Pandora confirma o nascimento de Atena. Vermeer se oferece para matá-la, porém é ignorado por Pandora que ordena que Suikyô o faça. Vermeer fica indignado, ainda mais que Suikyô já foi um Cavaleiro de Atena antes. De volta ao Santuário, Shijima sugere que um Cavaleiro fique ao lado de Atena, mas os outros Cavaleiros de Ouro avisam que ela ficará bem com o Grande Mestre. Shijima continua com o mau pressentimento. O mestre está inquieto junto à Atena, saca uma adaga, dá uma gargalhada e se dirige para perto de Atena. Neste momento, algo cai do céu no Santuário. Tenma se dirige ao Coliseu e encontra o Cavaleiro de Bronze Shun de Andrômeda, que é obrigado a enfrentar alguns soldados. Shun fala para os soldados que ele é um Cavaleiro de Atena, mas os soldados não confiam, já que nunca o viram antes. Shun tenta dizer que veio do futuro, mas é ignorado pelos soldados. Shun é obrigado a utilizar as suas Correntes de Andrômeda para derrotar os soldados. Tenma, vendo tudo, desafia Shun. Shun olha para Tenma e diz: Seiya?

Capítulo 22 - A Origem da Deusa Editar

Capitulo22

Cardinale de Peixes aparece diante do Grande Mestre e de Shijima de Virgem!

Seiya? Essa é a reação de Tenma ao ouvir o nome pelo qual é chamado pelo estranho cavaleiro que ele vê. Então o Cavaleiro de Pégaso fala que Shun está ali para matar Atena, que acabou de aparecer no templo acima das 12 casas. Shun fica aliviado e tenta ir até onde a deusa está, mas Tenma tenta impedi-lo usando os seus Meteoros de Pégaso. O golpe é facilmente bloqueado pela Corrente de Andrômeda. Shun explica que veio do futuro salvar um amigo que, no seu tempo, vai morrer. Shun explica que, como Tenma, seu amigo é o Cavaleiro de Pégaso. No templo de Atena, o Grande Mestre, que tem o bebê Atena nos braços, saca uma adaga. No castelo de Hades, Pandora explica a Vermeer de Griffon que o Grande Mestre do Santuário está do lado de Hades e que acabará com Atena, já que ela está indefesa por ser um bebê, mas que eles não devem fraquejar, já que uma imensa vontade que supera Hades e Atena começa a se mover. No Santuário, Shijima aparece e impede o Grande Mestre de matar o bebê Atena. Ele fica espantado quando tira a criança dos braços do Grande Mestre e surge o Cavaleiro de Ouro de Peixes: Cardinale. O Grande Mestre manda Peixes matar Shijima dizendo que ele é um traidor, porém o Cavaleiro de Peixes não acredita nisso, dizendo que o Cavaleiro de Virgem jamais trairia Atena. Então ele se volta contra o Grande Mestre e revela uma Rosa Branca, ameaçando o chefe do Santuário. Entretanto, quando ia atacar o Grande Mestre, Cardinale surpreende e lança a Rosa Branca diretamente no peito de Shijima, dizendo ao Cavaleiro de Virgem que mesmo sabendo a verdade ele não tem que ir pelo caminho certo. Shijima cai. Em outro local do Santuário, Shun e Tenma resolvem se dirigir para onde Atena está.

Capítulo 23 - O inimigo está dentro do Santuário Editar

Capitulo23

Shion de Áries tenta impedir o progresso de Tenma de Pégaso e de Shun de Andrômeda!

O Grande Mestre pergunta para Cardinale quais são suas intenções. O Cavaleiro de Peixes responde dizendo que são as mesmas do Grande Mestre. Cardinale explica que recorreu a Hades para se libertar do medo da morte, para assegurar-se que ele terá paz após a minha morte. O Grande Mestre conclui então que ele é realmente um traidor, mas o Cavaleiro de Ouro de Peixes responde dizendo que existem mais traidores entre os Cavaleiros de Ouro! Enquanto conversavam, Shijima fugiu com Atena em seu colo, mas Cardinale avisa para o Grande Mestre não se preocupar, já que teletransportes não são possíveis de serem realizados na área das Doze Casas. Sendo assim, Shijima não irá longe já que está ferido e terá que passar pela travessia da Sala do Mestre e da Casa de Peixes, onde as temerosas rosas demoníacas o aguardam. O Grande Mestre não acredita muito nas palavras de Cardinale e diz que só terá paz quando ver o cadáver de Shijima e de Atena. Ele então ordena que Cardinale vá atrás deles. Shijima promete para Atena que irá protegê-la. Ele ainda não acredita que o Grande Mestre e o Cavaleiro de Peixes são traidores. Ele suspeita que existem mais traidores no Santuário e, por telepatia, conversa com Izô de Capricórnio e Ox de Touro. Ele diz para os Cavaleiros de Ouro que o inimigo está dentro do Santuário. Na Casa de Capricórnio, Izô escuta a voz de Shijima e fala que o Cavaleiro de Virgem nunca abre a boca, privando-se do sentido da fala para acumular cosmo, por isso ele usa telepatia. Ox alega não ter ouvido nada e Izô acha que foi apenas sua imaginação. Ox então retorna para a Casa de Touro, para protegê-la do ataque do exército de Hades. Shun continua tentando explicar para Tenma que ele é um Cavaleiro de Atena. Tenma então para de lutar e diz que não consegue mais, já que ele sente que Shun é um amigo, ou melhor, o seu melhor amigo! Tenma explica que, na verdade, o seu melhor amigo se chama Alone, mas Hades tomou o seu corpo e o levou para seu castelo. Shun diz que Alone é como ele, já que seu corpo também foi roubado por Hades no futuro. Tenma diz que ouviu dizer que Hades toma apenas o corpo do garoto mais puro de sua época e passa a acreditar em Shun. Os dois partem para encontrar Atena. Chegando à Casa de Áries, Shun reconhece Shion, que estranha uma pessoa estanha o reconhecer. Tenma explica que Shun veio do futuro, mas o Cavaleiro de Ouro de Áries não acredita na história. Shun então ataca Shion com as suas Correntes de Andrômeda, mas o golpe é repelido. Shion manda Shun ir embora, caso contrário ele será considerado um inimigo. Shion utiliza a Parede de Cristal para repelir Shun. Shun reconhece o golpe e sabe que, apesar de ele ser novo, não fica atrás do velho Mestre Shion. Shion se prepara para dar o golpe final em Shun, mas Tenma resolve ajudar o Cavaleiro de Andrômeda!

Capítulo 24 - A Muralha de Cristal Editar

Capitulo24

Shijima segura o bebê Atena em seu colo, após ser atingido por Cardinale de Peixes!

Shijima está com o bebê Atena no colo, porém se mostra muito debilitado pela rosa sangrenta de Cardinale de Peixes. Ele se pergunta por que sua mensagem telepática não chegou aos Cavaleiros de Ouro e ele até pergunta se alguém não criou uma barreira para impedir sua telecinese. Na casa de Áries, Shion está irredutível mesmo diante das ameaças de Tenma de Pégaso em lutar com ele. Mesmo assim, o Cavaleiro de Bronze pede para que Shion olhe nos olhos de Shun que ele o reconhecerá como um semelhante, um cavaleiro de Atena, porém isso não convence Shion que não muda sua postura de não dar passagem aos Cavaleiros. Isso faz Tenma perder a paciência e atacar Shion, que intercepta o golpe de Tenma e diz que ouviu algo que Tenma diz não ter ouvido, porém o que o Cavaleiro de Ouro ouve é o recado de Shijima que explica o que aconteceu diante da estátua de Atena e da traição do Grande Mestre e de Cardinale de Peixes. Então, com essa informação, ele se prepara para ir de encontro ao Cavaleiro de Virgem e do bebê Atena, mas ele sente que não estão mais a sós. De repente, surgem os espectros e Shion diz que agora não poderá mais sair da casa de Áries porque precisa protegê-la e pede para eles irem ao encontro de Shijima, inclusive Shun a quem ele parece reconhecer como um Cavaleiro de Atena. De volta a batalha, os espectro indagam se Shion irá enfrentá-los sozinho e o Cavaleiro de Ouro diz que se eles derem mais um passo irão virar pó, então um espectro se atreve a atacar e é destroçado. Os espectros então detectam algo na frente de Shion, mas quando iam avançar surge Suikyo de Garuda da Estrela Celeste do Heroísmo, um dos três juízes do mundo dos mortos e mestre de Tenma, que impede o avanço de todos dizendo que se o fizerem irão ser destruídos. Nesse momento, o vilão pede uma pequena pedra que lhe é entregue e com ela ele a joga em direção de Shion, que vê sua Muralha de Cristal ser quebrada em vários pedaços na sua frente. Suikyo comenta que com todo esse poder haveria de ter um ponto fraco e foi nesse ponto que ele atacou. Após isso, o juiz revela que aprendeu isso nos treinamentos junto a Shion quando eram crianças. Nesse instante, Shion pergunta o que Suikyo veio fazer ali e então ele responde: "Vim pela cabeça de Atena!.

Capítulo 25 - Lágrimas de Sangue Editar

Capitulo25

Shion de Áries e Suikyô de Garuda se enfrentam na entrada da Casa de Áries!

Shion está na frente da Casa de Áries. Vários espectros, liderados por Suikyo de Garuda, estão na iminência de invadir as Doze Casas do Zodíaco. Shion questiona Suikyo, perguntando o que aconteceu com ele e porque ele traiu Atena. Suikyo não quer responder as perguntas de Shion e os espectros resolvem atacar. Suikyo adverte que se eles tentarem atacar, serão facilmente destruído, mesmo se eles estivessem com mais de cem espectros juntos. Os espectros ignoram a advertência de Suikyo e atacam, mas são facilmente destruídos por Shion de Áries. Suikyo avisa que quem cuidará de Shion será ele e ordena para os espectros restantes para que eles avancem até a próxima casa, Touro, já que ele limitará os movimentos de Shion. Em outro local, Hécate se questiona se fez certo ao ajudar Atena, mas nisso surge Ikki de Fênix, que escutou a lamentação da bruxinha e pergunta onde está Atena. Hécate avisa que não tem nada a dizer para o Ikki, mas o Cavaleiro de Bronze derruba a bruxinha do pilar onde ela estava sentada. Ele então diz que ele é Ikki, um Cavaleiro de Atena, para espanto de Hécate. A bruxinha então explica que Atena e Shun foram para a Guerra Santa anterior, mas Cronos alterou os telômeros de Atena, transformando-a em um bebê. Hécate avisa que, desta forma, Atena morrerá facilmente. Ikki então pede para ela levá-lo até Cronos, embora a intenção dele era entrar no Templo da Lua para destruir quem ordenou o ataque a Atena, logo após seguir Rasku Moon. De volta a Guerra Santa anterior, Shion pede para Suikyo abrir o seu coração, já que os espectros já se foram. Suikyo surpreende dizendo que ele quer apenas a cabeça de Atena. Shion entende e resolve lutar, porém é facilmente derrubado pelo seu antigo amigo. Após se recuperar, Shion consegue ver que Suikyo está chorando lágrimas de sangue.

Capítulo 26 - O Sinal de Atena Editar

Capitulo26

Ikki de Fênix conseguiu viajar para o passado para tentar encontrar Shun e Saori!

Ikki e Hecate se dirigem até o lago do tempo e espaço. O Cavaleiro de Fênix tenta acordar o adormecido Cronos para ir até onde está Atena, mas Hécate desisti de avançar com medo de envolvida. Nesse momento, Ikki descobre uma corrente de flores ascendendo de uma galáxia vermelha de dentro do lago de tempo e espaço. O cheiro do jardim de flores do Santuário paira no ar e Ikki pensa que pode chegar até Atena seguindo esse cheiro. Ele pede a Hecate para dizer a situação para o Dragão e para o Cisne e pula no turbilhão do tempo e espaço, se agarrando na corrente de flores. De volta ao passado, na Casa de Áries, a batalha entre Suikyo de Garuda e Shion de Áries parece que vai se tornar uma Guerra de Mil Dias e os poderes dos dois se estagnam no meio, mas como antes os poderes deles eram equivalentes, agora, depois de vários anos, há uma diferença e o poder que estava estagnado voa para o lado de Shion. Suikyo, que tenta ultrapassar a Casa de Áries, diz a Shion que dará o golpe final e prosseguirá. Nesse momento, como quando Shun chegou, um novo impacto atinge o Santuário! Ikki de Fênix aparece de forma triunfal. O espectro questiona Ikki, perguntando onde ele está indo. O Cavaleiro de Fênix responde dizendo que está indo para onde Atena está. Shion tenta impedir, mas Ikki avisa que irá passar a força e derrotará quem estiver na sua frente, seja amigo ou inimigo!

Capítulo 27 - Batalha Mortal no Templo de Áries Editar

Capitulo27

Suikyô de Garuda sofre com o Golpe Fantasma de Fênix, disparado por Ikki!

Suikyo pergunta para Ikki de Fênix se ele não mudará de ideia, já que o próprio Fênix avisou que derrotará amigos e inimigos para chegar até Atena. Com a negativa de Ikki, Suikyo tenta insultar Ikki dizendo que ele não conseguirá, já que ele é apenas um Cavaleiro de Bronze. Ikki ignora totalmente a conversa de Suikyo e ataca, jogando o elmo do espectro de Hades para longe. Porém, em um contra-ataque, é o elmo do Cavaleiro de Bronze que voa para longe. Os dois trocam golpes e o peito da armadura de Fênix é destroçado. Suikyo se vangloria dizendo que está muito fácil lutar contra o Fênix. Ikki, pensativo, não entende como pode existir alguém tão forte, com poder superior ao dos Cavaleiros de Ouro. Suikyo então decide matar Ikki, mas o Cavaleiro de Bronze ataca com o seu Golpe Fantasma de Fênix, que atinge em cheio o espectro. Sofrendo com o ataque de Ikki, Suikyo escuta a voz do seu irmão, Suisho. Shun e Tenma chegam na Casa de Touro, mas Ox obriga-os a regressar rapidamente. Espectros surgem por trás dos dois Cavaleiros de Bronze. De volta a luta na Casa de Áries, Suikyo fica abismado ao ver que foi atingido pelo lendário golpe Fantasma de Fênix!

Capítulo 28 - Shuishô Editar

Capitulo28

Um misterioso espectro surge para atacar e fazer uma proposta para Suikyô!

Shion questiona o Golpe Fantasma de Fênix e Ikki explica que é um lendário golpe que não destrói o corpo e sim o espírito. Shion diz então que foi por isso que Suikyo ficou sem forças para lutar, mas Ikki avisa dizendo que o golpe surtiu apenas metade do efeito, já que no momento em que ele disparou o seu golpe, Suikyo deveria estar lembrando de algum pesadelo do seu passado, anulando de certa forma o golpe. Suikyo aparece subindo as escadarias até a Casa de Touro. O espectro está pensativo, imaginando como pode existir um Cavaleiro de Bronze tão forte. Neste instante, o Golpe Fantasma de Fênix começa a surtir efeito. Suikyo começa a lembrar do seu passado. O irmão de Suikyo, chamado Suisho, está morrendo por causa de uma doença e Suikyo tenta dar forças ao seu irmão, enquanto observa o relógio do Santuário. Ele começa a implorar para Atena salvar o seu irmão, inclusive dando a sua vida em troca. De repente, surge um espectro. Ele diz que veio do submundo para levar Suisho. Suikyo tenta golpeá-lo, mas o espectro consegue fugir. Ele diz que veio até a Terra por um motivo especial: Pandora ficou encantada com o seu verdadeiro poder e se ele se unir ao exércio de Hades, ela entregará o posto de um dos trêz juízes do mundo dos mortos para Suikyo. Suikyo diz que não, já que isso seria uma traição com Atena. O espectro diz então que o destino do seu irmão depende disso, já que, se ele morrer, ele irá para o Inferno e sofrerá por toda a eternidade. A cena regressa ao presente e Suikyo se pergunta se isso foi um sonho. Ele então reconhece o poder de Ikki, mas sabe que isso não foi nada e não acabará com seu espírito. De volta na Casa de Áries, Ikki conversa com Shion e pede para que todos se apressem para se juntar e proteger Atena, mas Shion diz que ficará na sua Casa. Nuvens escuras começam a cobrir o Santuário. Na Casa de Touro, Ox pede para que Shun e Tenma passem para a Casa seguinte, Gêmeos. Os espectros que estão ali na Casa de Touro se preparam para lutar, mas Ox imediatamente dispara o seu Grande Chifre. Todos os espectros morrem. Neste momento Suikyo surge na Casa de Touro e Ox o reconhece.

Capítulo 29 - Lanças de Gelo Editar

Capitulo29

Suikyô dispara o seu golpe Lanças de Gelo de Lótus Branca para cima de Ox de Touro!

Ox e Suikyo se encaram, porém Ox continua sentado. O Cavaleiro de Touro diz que não mudará a sua postura, já que é suficiente para vencer um espectro. Na Casa de Áries, Shion está pensativo e tem convicção que Ox vencerá Sukyo. Subindo para a Casa de Gêmeos, Tenma e Shun também tem certeza de que Ox vencerá. Shion começa a lembrar do passado e vem a imagem dele, Dohko e Suikyo de frente a lápide do seu irmão morto, Suisho. Suikyo, obedecendo uma ordem do Grande Mestre, parte para a região de Florença para ver se há sinais do renascimento de Hades. Anter de partir, Suikyo diz que tem algo a pedir para Shion e Dohko, porém acaba exitando. Shion e Dohko prometem cuidar do túmulo do Suisho. De volta a Casa de Áries, Shion se lamenta, dizendo que nunca imaginaria que Suikyo retornaria como um espectro de Hades. Na Casa de Touro, Suikyo sente a força devastadora do golpe de Ox. Ox questiona Suikyo, dizendo que ele recebeu algo a mais de Hades em troca da Surplice. Ele ainda acusa o ex-cavaleiro de ter traído Atena e dispara mais um golpe. Desta vez, Suikyo consegue parar o ataque com uma das mãos, formando um redemoinho com a umidade do ar. Suikyo então avisa que se Ox der mais passos será morto. Ox então dispara o Grande Chifre, mas é surpreendido por lanças de gelo, cristalizadas com o pode de Suikyo. O espectro então dispara o seu golpe Lanças de Gelo de Lótus Branca (Hisou Byaku Renge). Ox é vencido!

Capítulo 30 - O Anjo Caído de Uma Asa Só Editar

Capitulo30

Tohma estava acorrentado na Prisão da Lua, mas é libertado por Calisto!

Nos arredores do Templo de Artemis, na Prisão da Lua, Calisto chama por Tohma e avisa que é hora dele sair daquele local. O Anjo está preso com correntes em uma coluna e Calisto dá a ordem dele ir ao Santuário de Atena buscar a cabeça do Cavaleiro Seiya de Pégaso. Tohma nega dizendo que já foi um Anjo (Cavaleiro Celestial ou Guerreiro do Céu) e por isso ele se nega a matar alguém tão insignificante como um Cavaleiro de Bronze. Calisto avisa então que, caso ele não a obedeça, a máscara que ele está utilizando irá apertar a sua cabeça até partí-la em mil pedaços. Ela avisa também que ele é um anjo caído de uma só asa e que manteve ele naquele local exatamente para uma situação como essa. Por último, Calisto fala que caso ele cumpra com sua missão, a máscara será removida do seu rosto e ele estará livre. O Anjo então aceita e pede para que Calisto traga a sua Glória (Armadura Celestial). No passado, Ikki de Fênix chega na Casa de Touro e encontra Ox parado na posição do golpe Grande Chifre. Fênix percebe então que Ox já está morto, mas acha incrível o fato dele ainda proteger a Casa de Touro. Ikki, em pensamento, passa a respeitar ainda mais Suikyo, elogiando o seu poder devastador. Tenma de Pégaso e Shun de Andrômeda continuam subindo em direção da Casa de Gêmeos e Shun sente o cosmo do seu irmão. Tenma questiona Shun e pergunta se Ikki também veio do futuro. O Cavaleiro de Andrômeda elogia o seu irmão, comparando-o com um exército de um milhão de guerreiros. Neste meio tempo, os dois finalmente chegam na Casa de Gêmeos. Os dois resolvem atravessar a Casa, que está sem um Cavaleiro de Ouro protetor, mas caem no labirinto de Gêmeos e voltam para a entrada. De volta ao tempo atual, Seiya está sentado em uma cadeira de rodas. Tohma, vestindo a sua Glória, chega no local e parte para cima de Seiya.

Capítulo 31 - O Labirinto do Templo de Gêmeos Editar

Capitulo31

Hyoga de Cisne surge para salvar Marin de Águia do ataque de Tohma!

Tohma está para matar Seiya, mas ele vê que o Pégaso está praticamente morto e decide então que não dará o golpe de misericórdia. De repente, ele lembra que se levar a cabeça de Seiya, ele será libertado da máscara e poderá buscar a sua irmã da qual foi separado. Assim ele se concentra em Seiya novamente. Com um golpe, a cabeça de Seiya cai no chão. Tudo não passou de uma ilusão sentida por Shun, no momento em que tentava cruzar a Casa de Gêmeos pela segunda vez (no passado). Em seguida, dois templos de Gêmeos surgem, Tenma e Shun se separam e cada um vai por um templo. De volta ao presente, Tohma tenta matar Seiya, mas um cosmo divino é emanado da pulseira de flores de Seiya. O anjo então flutua a cadeira de rodas com Seiya nela, para em seguida jogá-la no chão para matá-lo, mas Marin surge para salvar o seu discípulo. Tohma consegue derrubar Seiya da cadeira de rodas, mas Marin consegue segurá-lo. Neste meio tempo, Tohma faz um ferimento no pescoço da Marin. Quando ele estava para matá-la, surge Hyoga de Cisne.


Capítulo 32 - Presságio de Uma Batalha Mortal Editar

Capitulo32

O Cavaleiro de Ouro de Gêmeos surge na frente de Shun de Andrômeda!

O Cavaleiro de Ouro de Gêmeos surge na frente de Shun. O Cavaleiro de Andrômeda tenta conversar com o Cavaleiro de Ouro, dizendo que não é uma das pessoas que está invadindo as Doze Casas e por isso ele deve permitir a sua passagem. Shun se concentra, fechando os olhos, e de repente o Gêmeos some. Tudo não passou de uma ilusão e a saída aparece logo a frente do Cavaleiro de Bronze. Na época atual, Hyoga quer saber quem é aquele homem que está na sua frente, já que não se parece com um Marina, um Espectro ou até mesmo com um Cavaleiro. Marin responde dizendo que ele está ali para matar Seiya. Hyoga então parte para o ataque, mas Tohma diz que isso será inútil e que ele acabará com o Cavaleiro de Bronze. Hyoga então dispara o golpes Pó de Diamante, mas Tohma se defende e debocha do ataque do Cisne, dizendo que o ataque de um Anjo é infinitamente superior. Hyoga se surpreende ao escutar que o seu adversário é um Anjo. Tohma então resolve atacar Seiya novamente, mas seu braço está congelado. Marin pede para que Hyoga ataque o Anjo junto com ela, mas Tohma diz para Hyoga que eles terminarão a luta depois e, da próxima vez, ele arrancará a cabeça de Seiya. Tohma some para o céu. Hyoga quer ir atrás, mas Marin o impede, dizendo que é inútil. Hyoga pergunta se Marin sabe porque aquele Anjo queria matar Seiya, mas Marin não sabe. Ela diz apenas que teve a sensação de já conhecer o Anjo, em um passado distante. No passado, Shun finalmente consegue sair da Casa de Gêmeos e parte em direção a Casa de Câncer, torcendo para que Tenma consiga sair também!


Capítulo 33 - Batalha no Intransponivel Templo de Gêmeos Editar

Capitulo33

Shina de Cobra surge para ajudar a proteger o Seiya de Pégaso!

Tohma está sentado em um morro, lamentando o fato de ter fracassado na sua missão. Ele da Marin e diz ter a sensação de conhecê-la de algum lugar. De repente, a imagem da sua irmã vem na sua cabeça. O Anjo custa a acreditar que Marin é a sua irmã e decide ir embora, dizendo que matará o Seiya na próxima vez que se encontrarem. No passado, na Casa de Gêmeos, Tenma encontra a Armadura de Gêmeos e diz que não utilizará força bruta para vencer o Cavaleiro de Ouro pois o Shun o advertiu que desta forma ficará preso eternamente lá. Nas escadarias para a Casa de Câncer, Shun decide voltar para ajudar Tenma, já que o considero impulsivo igual ao Seiya e, sendo assim, poderá ser atacado pela Outra Dimensão e ser arrastado para algum lugar desconhecido. Tenma é atacado e percebe que não se trata de uma ilusão. Ele então ataca com os Meteoros de Pégaso, mas é contra-atacado com a Outra Dimensão. Quando estava prestes a sumir, surge Shun, que o salva com as suas Correntes de Andrômeda. No presente, Marin explica para Hyoga que Seiya só tem três dias de vida e Saori e Shun partiram para salvá-lo no passado. Neste instante, Shaina aparece e diz para Hyoga partir já que também ajudará a cuidar de Seiya. De volta a Casa de Gêmeos, Tenma pergunta para Shun porque ele voltou e o Cavaleiro de Andrômeda responde dizendo que voltou para salvá-lo. Tenma pede para Shun ir embora sozinho pois, de outra forma, os dois serão mortos. Neste instante surge Suikyo de Garuda, o mestre de Tenma de Pégaso.

Capítulo 34 - Abel de Gêmeos Editar

Capitulo34

Abel de Gêmeos revela ser um traidor de Atena!

Tenma diz que o seu mestre os salvou da Outra Dimensão, mas Suikyo diz que apenas fez o necessário para se livrar daquele que o está impedindo de tomar a cabeça de Atena. Shun e Tenma ficam encurraldos já que de um lado está o Cavaleiro de Ouro de Gêmeos e do outro está Suikyo de Garuda, um espectro de Hades. Suikyo então ataca Gêmeos. Neste meio tempo Shun pede para que ele e Tenma aproveitem o momento para ir embora, porém Tenma diz que quer saber porque seu mestre virou um traidor. Shun consegue convencer o Pégaso e os dois partem em direção à saída da Casa de Gêmeos. Antes de partir, Tenma troca olhares com seu mestre. Quando os dois Cavaleiros de Bronze vão embora, Gêmeos começa a dar risada. Ele também revela o seu nome: Abel de Gêmeos, dizendo em seguida que também traiu Atena. Fora da Casa, Shun diz para Tenma que a sensação que deu foi a de que seu mestre ficou para enfrentar Gêmeos só para eles conseguirem prosseguir. Os dois partem para a Casa de Câncer. De volta a Casa de Gêmeos, Abel revela que o Cavaleiro de Peixes e o Grande Mestre também estão contra Atena. Ele então pergunta quais são as reais intenções de Suikyo. O espectro diz que não vai se rebaixar enfrentando alguém como Abel e dá um soco no rosto do Gêmeos, jogando para longe o seu elmo. Abel pergunta o que incomoda tanto Suikyo, já que ele traiu Atena por interesses pessoais. Suikyo dispara então o golpe Lanças de Gelo de Lótus Branca, mas o golpe é facilmente repelido por Gêmeos. Suikyo reconhece que Abel possivelmente é o Cavaleiro de Ouro mais poderoso. Abel resolve então dar um fim à luta disparando o golpe Outra Dimensão, mas é interrompido por outro Cavaleiro de Ouro: Caim de Gêmeos.

Capítulo 35 - Luz e Sombra Editar

Capitulo35

Vermeer de Griffon desconfia que Suikyô ainda é um Cavaleiro de Atena!

No Castelo de Hades, Pandora receber o espectro Vermeer de Griffon, um dos três juízes do mundo dos mortos. Vermeer diz para Pandora que Suikyô já conseguiu passar pelas Casas de Áries e Touro e neste momento está lutando em Gêmeos. O espectro pede para que a sua líder deixe-o partir para o Santuário, para agilizar a vitória de Hades. Pandora rejeita, dizendo que o exército de Atena será destruído pouco a pouco e por dentro. Na Casa de Gêmeos, Suikyô se depara com Caim de Gêmeos, mas Abel desaparece. Caim explica que o seu irmão às vezes aparece para fazer o mal, como uma sombra que se esconde. Suikyô então parte para o ataque, mas tem o seu golpe facilmente repelido pelo guardião da Casa de Gêmeos. Caim então diz que pode ajudar Suikyô, já que ele percebe que eles são parecidos. De volta ao Castelo de Hades, Vermeer se encontra com Meehan de Sapo (Frog). Ambos suspeitam que Suikyô seja um traidor, mas Vermeer pede para Meehan ficar quieto, caso contrário irá cortar a sua língua. Vermeer sabe que, no fundo, Suikyô ainda é um Cavaleiro de Atena e por isso irá observá-lo de longe. Na Casa de Gêmeos, Suikyô hesita em falar algo, o que faz Caim perceber. Suikyô reitera que o seu único objetivo é a cabeça de Atena. Sendo assim, Caim diz que vai derrotá-lo. De repente, Caim começa a sofrer e Abel toma a personalidade do Cavaleiro de Gêmeos. Abel, agora no lugar de Caim, diz que ele é diferente do seu irmão, já que desde criança tudo o que ele quer ele obtém com a força, tanto o bem quanto o mal.

Capítulo 36 - Deathtoll, o artesão de caixões Editar

Capitulo36

Deathtoll é o antigo Cavaleiro de Ouro de Câncer!

Suikyo encara Gêmeos, que aplica o golpe Satã Imperial, a técnica mais poderosa de Gêmeos. Shun e Tenma chegam na Casa de Câncer. Tenma diz que a casa é incrivelmente triste. Shun explica que isso não é novidade para ele, já que a Casa de Câncer é a mais próxima do submundo. Shun conta que no futuro o Cavaleiro de Ouro de Câncer era um homem terrível, portanto se o antigo Cavaleiro de Ouro de Câncer for igual, ele será um adversário perigoso. Tenma escuta uma espécie de rosnado humano ao fundo da casa. De repente, eles sentem que estão pisando em rostos humanos, rostos estes que estão espalhados por toda a Casa de Câncer. São eles que emitem os grunhidos. Mais a frente, eles avistam vários caixões. O Cavaleiro guardião se apresenta como Deatholl de Câncer, o artesão de caixões. Câncer pede para Tenma e Shun escolherem seus caixões, mas os Cavaleiros de Bronze contam que o Mestre atacou a recém chegada Atena e que eles estão ali para informar aos Cavaleiros de Ouro sobre o ocorrido. Deathtoll diz que já está ciente disso já há algum tempo e que intrusos com eles deverão morrer. O Cavaleiro de Ouro então prende Tenma e Shun em caixões japoneses chamados de Hayaoke e dispara o golpe Ondas do Inferno. Em Gêmeos, Abel e Cain se encontram. Abel diz que atacou Suikyo com o Satã Imperial, agora Suikyo deverá matar algum dos Cavaleiros de Bronze ou Atena, isso se ele conseguir chegar até lá! Fora da Casa de Gêmeos, Suikyo se dá conta que conseguiu sair, mas não lembra como, e continua a sua escalada até Atena.

Capítulo 37 - Omertà Editar

Capitulo37

Shun vê Seiya caminhando em diração ao buraco do Yomotsu!

Abel e Cain continuam discutindo. Cain critica Abel dizendo que Suikyô vai assassinar Atena. Abel diz que apenas ajudou ele a realizar o seu desejo, embora ele sabe que Suikyô não tem a intenção de tomar a cabeça de Atena já que ele tem outro plano. Abel dá risada da situação de Suikyô. Cain ataca o seu irmão, mas Abel diz que sabe que no fundo Cain é uma pessoa malvada. Ele desdenha dizendo que ele pode continuar usando essa "máscara de bondade" o quanto ele quiser, já que ele, Abel, continuará fazendo todas as maldades no lugar dele. Abel some diante de Cain. Shun acorda na colina do Yomotsu e vê um grupo de mortos caminhando em direção ao buraco dele. Ele se dá conta que foi enviado para lá por conta das Ondas do Inferno do Deathtoll, mas não sabe onde Tenma está. De repente ele avista Tenma, mas quando olha com atenção percebe que trata-se do Seiya caminhando junto aos mortos. Ele tenta gritar para ajudar o seu amigo, mas é interrompido pela voz de Atena. Ela diz que se ele seguir Seiya, nunca mais voltará. Ela pede para ele voltar, que ainda dá tempo de salvar o Seiya. Shun promete que vai salvar Seiya. Na Casa de Câncer, Deathtoll percebe que Tenma não foi enviado para o Yomotsu. Ele percebe que o Hayoke quebrou no trajeto e se culpa por ter feito um ataúde de péssima qualidade. Ele resolve então construir outro ataúde, mas é interrompido por Tenma, que dispara os Meteoros de Pégaso. Deathtoll para o golpe com um dedo apenas, mas é interrompido pelas Correntes de Andrômeda do Shun, que está de volta a Casa de Câncer. Deathtoll não entende como ele voltou e Shun explica que a Corrente Circular pode atravessar os espaços entre as dimensões e que o buraco criado pela Ondas do Inferno não fechou rápido o suficiente. Deathtoll se mostra irritado e então apresenta o Omertà, o Ataúde o Silêncio. O Cavaleiro de Câncer explica que aquele ataúde é lendário, proveniente desde as épocas mitológicas. Ele suga todas as pessoas com coração malvado e que trairam Atena. Uma vez dentro dele, não poderá sair mais. Ele pergunta para Tenma e Shun se eles são pessoas boas, mas o ataúde começa a sugá-los. Deathtoll resolve então levá-los pessoalmente ao Yomotsu, mas é interrompido por Suikyô de Garuda!

Capítulo 38 - Sacrifícios ao Satã Imperial Editar

Capitulo38

Suikyô enfrentará Tenma e Shun sob os efeitos do golpe Satã Imperial!

Suikyô de Garuda está na Casa de Câncer. Deathtoll diz que não importa se ele é espectro ou cavaleiro, o destino dele será o mesmo: a morte. Entretanto, ele diz que se Suikyô deseja passar, pode ir em frente já que ele é o guardião dos mortos, sendo assim, se Hades ganhar a posição dele continuará e se Atena ganhar ele continuará como Cavaleiros de Câncer, portanto as duas opções são boas para ele. Suikyô chama ele de patético, dizendo que um Cavaleiro de Atena não poderia traí-la desta maneira. Deathtoll retruca dizendo que Suikyô não tem o direito de falar isso, já que ele traiu Atena, aliando-se as tropas de Hades. Suikyô diz que isso é verdade, mas ele não é uma pessoa vendida como o Câncer. Deathtoll se cansa e resolve atacá-lo com o Ondas do Inferno. O golpe não fere mortalmente Suikyô, mas "ativa" o golpe Satã Imperial que ele havia recebido do Gêmeos. Deathtoll reconhece a expressão do espectro de Garuda e entende que foi o Gêmeos maligno que fez aquilo. Ele diz também que não quer participar deste tipo de brincadeira e não se vê páreo para alguém que perdeu toda a razão. De forma cômica, ele diz que vai buscar os garotos (Tenma e Shun) e colocá-los no lugar dele, porém ele os enviou para o Yomotosu. Deathtoll se teletransporta para o Yomotsu e encontra o Omertà, que quase caiu no buraco do Mundo dos Mortos. De repente, surge Suikyo, que aproveitou a brecha criada por Deathtoll e partiu em direção ao Yomotosu também. Ele ataca com o seu golpe Lanças de Gelo de Lótus Branca. O golpe liberta Tenma e Shun. Novamente de forma cômica, Deathtoll chama Suikyô de "Suikyozinho", e entrega Tenma e Shun para ele. Tenma reconhece o seu mestre. Shun reconhece que ele está sob o efeito do Satã Imperial e Tenma pergunta o que seria isso. Não dá tempo nem de Shun responder, já que Suikyô os ataca novamente. Tenma recebe o golpe diretamente!

Capítulo 39 - Naquele Dia Quente Editar

Capitulo39

O coração de Tenma de Pégaso parou de bater após o golpe de Suikyô de Garuda!

Shun detém o golpe de Suikyô em Tenma. Deathtoll reclama da interferência de Shun e Tenma concorda, dizendo que ele não precisa interferir. Tenma pega nas mãos de Suikyô e tenta fazê-lo acordar, dizendo que ele é Tenma, seu discípulo. Suikyô não escuta e ataca novamente, para a alegria de Deathtoll. Tenma pede novamente para Shun não interferir, mas o Cavaleiro de Andrômeda diz que não adianta ele tentar conversar com seu mestre, já que ele está sob o efeito do Satã Imperial. Tenma diz que não conhece o golpe Satã Imperial, mas tem certeza que o corpo e o espírito de Suikyô é mais forte do que ele. O espectro de Garuda ataca novamente, desta vez de forma mais forte, ferindo Tenma, que insiste em tentar acordá-lo. Ele conta do dia em que estava nevando e Suikyô, com seu cosmo, o ajudou, juntamente com Alone. Tenma grita de forma desesperada pedindo que seu mestre acorde. Novamente nada acontece e Suikyô joga Tenma longe com outro golpe. O Pégaso cai ferido gravemente. O coração do Cavaleiro de Pégaso parou de bater! Shun fica desesperado, dizendo que ele não pode morrer enquanto não salvar o seu amigo Alone. Deathtoll comemora e Suikyô pega Tenma pelo pescoço para dar o golpe final. O espectro endemoniado ataca novamente, jogando Tenma e Shun para longe. De forma inesperada, o coração de Tenma volta a bater, para tristeza de Deathtoll e espanto de Shun. Suikyô na verdade acertou um ponto vital, evitando a hemorragia e fazendo o coração do seu discípulo voltar a bater. Suikyô então diz que o Satã Imperial não surtiu tanto efeito nele pois ele já havia recebido um golpe chamado Golpe Fantasma de Fênix, de um tal cavaleiro chamado Ikki de Fênix, portanto ele ficou com uma certa imunidade deste tipo de golpe. Shun fica espantado ao saber disso. Deathtoll então diz que terá que matá-lo com suas próprias mãos. O golpe joga todos para longe. O Cavaleiro de Câncer vai mostrar todo o seu poder!

Capitúlo 40 - Caminhando Editar

Capitulo40

Deathtoll se irrita com a pergunta de Tenma e responde que é homem!

Deathtoll se diverte surrando Tenma, Shun e Suikyô. Ele diz que eles não deveria ter subestimado ele e mesmo se eles tivessem lutado juntos desde o início, não seriam páreos para ele. O Cavaleiro de Câncer resolve então jogar Tenma e Shun no Yomotsu, mas acaba surpreendido por Suikyô, que ataca com o golpe Lanças de Gelo de Lótus Branca. Deathtoll acaba largando os Cavaleiros de Bronze e diz que uma ténica não funciona duas vezes contra o mesmo cavaleiro. Suikyô cai novamente no chão, após ser golpeado mais uma vez. Deathtoll diz que queria deixar Suikyô vivo para poder manter uma conexão com o exército de Hades, porém percebe que ele não traiu Atena, um homem que respeita a justiça, sendo assim inútil para ele. O Cavaleiro de Câncer resolve então matar Suikyô, mas Tenma interrompe, de forma inusitada, perguntando se Deathtoll é homem ou mulher, já que em toda a sua vida ele nunca tinha visto alguém tão bizarro e feio. Irritadíssimo, Deathtoll responde que é homem. A mecânica da pergunta foi uma tática de Tenma (a resposta não importava), que neste instante abre o Omertà, que acaba sugando o Cavaleiro de Câncer para dentro. Shun e Tenma não conseguem encontrar Suikyô, mas concluem que ele está bem. Em outro local, já subindo para a Casa de Leão, Suikyô diz que sentiu o calor de Tenma, mas resolve partir sozinho!

Capitúlo 41 - Por esse dia! Editar

Capitulo41

Cain continua falando com Abel, mas Ikki não consegue entender!

Na Casa de Gêmeos, Caim continua conversando com o seu irmão Abel, mas neste momento surge Ikki de Fênix. Caim se pergunta como um simples Cavaleiro de Bronze chegou até a Casa de Gêmeos. Ikki responde dizendo que antes de se preocupar com ele, o Cavaleiro de Gêmeos deveria se preocupar com o tal Abel na qual ele estava falando. Caim diz que isso não diz respeito ao Fênix e, apesar de não gostar de lutar, o ataca. Ikki é atingido. Caim diz que não tem tempo a perder já que Abel começou a colocar o seu plano em execução. Ikki continua sem entender quem é Abel, já que parece que Caim está falando sozinho. Caim diz que está disposto a deixar Ikki vivo já que ele está sentindo cosmos malignos no Santuário e eles devem proteger Atena. Ikki então diz que veio do futuro somente para proteger Atena. Caim fica surpreso. Nas escadarias para a Casa de Leão, Tenma parece ter problemas em seu coração e pede para Shun ir em frente. Shun não quer deixar Tenma naquelas condições, mas o Cavaleiro de Pégaso não quer ser um fardo para Shun. Tenma pede novamente para Shun não perder tempo, mas antes pergunta como é a vida no futuro, se os seres malignos foram eliminados. Shun responde que não, que nada mudou, mas ele tem certeza que um dia todas as pessoas do mundo poderão viver em paz. É exatamente neste ponto que Shun acredita que os deuses, como Atena, tem um papel importante na Terra. Em seguida, Shun parte para a Casa de Leão. De volta a Casa de Gêmeos, Caim não acredita que Ikki veio do futuro. Ikki não quer saber o que Caim acredita e o ataca. O Cavaleiro de Ouro desvia facilmente de todos os golpes e aplica mais um golpe da velocidade da luz. Ikki não consegue ver os ataques de Caim, mas não se dá por vencido. Ele entende que precisa dar o máximo de si para vencer o mais forte entre os Doze Cavaleiros de Ouro. Em seguida, ele ataca com o golpe Ave Fênix.

Capitúlo 42 - Pontos Estelares para vencer a morte! Editar

Capitulo42

Abel surge novamente e sugere para Cain matar o Fênix!

A luta entre Ikki de Fênix e Cain de Gêmeos continua. Ikki dispara o Avê Fênix e Cain acaba sentindo a força do golpe. Ele não entende como um Cavaleiro de Bronze pode ter tanto poder. Ikki fica perplexo ao ver que o Cavaleiro de Gêmeos foi apenas jogado para trás, sem danos. Ikki diz que este é provavelmente o homem mais forte que ele já enfrentou. Cain parabeniza Ikki e diz que o duelo não acabou, aprovando-o como um verdadeiro cavaleiro. Cain resolve então matá-lo com uma ténica de alto nível, um sinal de honra para o Fênix. Cain dispara a Explosão Galáctica. Em outro local, Tenma sente o cosmo violento. Shun também sentiu e percebe que trata-se da Explosão Galáctica vinda da Casa de Gêmeos. Neste momento ele sente o cosmo do seu irmão. Cain não entende como a sua técnica não surtiu efeito em Fênix. Ikki responde dizendo que a mesma técnica não funciona duas vezes contra um Cavaleiro. Cain diz que isso é impossível, já que é a primeira vez que ele disparou o golpe contra o Fênix. Ikki diz novamente que veio do futuro, portanto já conhece essa técnica. De qualquer forma, Ikki acaba sentindo e cai no chão. Cain se aproxima do Fênix e começa a tocar os pontos estelares da constelação de Fênix (ao todo são 7). Com isso, Cain acaba salvando Ikki. Cain diz que agora acredita em Fênix e que ele não é o seu inimigo e sim Abel, seu irmão mais novo. Neste momento o espírito de Abel surge e pede para Cain matar o Fênix. Ikki fica assustado ao ver que o homem que surgiu nas costas de Cain é Abel. Ikki então se pergunta se a constelação de Gêmeos desta época também é amaldiçoada.

Capitúlo 43 - Kaiser de Leão Editar

Capitulo43

Kaiser de Leão conta com um leão gigante de estimação chamado Goldie!

Na Casa de Gêmeos, Caim some e Abel toma o seu lugar. Abel diz que matará Ikki, mas Caim surge novamente. Os dois esboçam iniciar uma luta, mas Abel some de novo. Ikki entende o que aconteceu: quando um aparece, o outro some, ficando impossível saber o que é real e o que é falso. Ou ambos são falsos? Nas escadarias para a Casa de Leão, Shun sente que o cosmo do seu irmão sumiu. De repente, um enorme leão surge na frente do Cavaleiro de Andrômeda. Em seguida, surge o Cavaleiro de Ouro de Leão, Kaiser. Ele diz que o nome do seu leão de estimação é Goldie. Kaiser diz que desconhecer o cavaleiro que está na sua frente e pergunta como ele chegou até a Casa de Leão, pedindo em seguida para ele ir embora. Shun diz que Atena está em perigo por causa da traição do Grande Mestre. O Cavaleiro de Ouro de Leão não acredita e nem desacredita das palavras de Shun e diz que, se for verdade, ele mesmo partirá ao meio o Grande Mestre. Shun diz que não voltará para trás e Kaiser manda Goldie atacar Andrômeda. O inesperado acontece: o leão de estimação acaba gostando de Shun, que faz carinho em sua cabeça. Kaiser não consegue entender como aquele cavaleiro conseguiu domar o seu leão, tornando-o totalmente dócil. Shun explica que veio do futuro. Kaiser não acredita na história de Shun. O Cavaleiro de Leão pede então para Goldie mostrar a sua presa dianteira. Suikyo de Garuda estava lá, preso nas garras do leão gigante.

Capítulo 44 - Punho de Luz Editar

Capitulo44

O leão de estimação Goldie tenta proteger Shun de Andrômeda!

Kaiser pergunta se Shun não vai atacá-lo, já que é a única forma dele avançar! O Cavaleiro de Andrômeda ataca então com a Corrente de Andrômeda, mas ela é facilmente repelida. Shun resolve disparar então o golpe Onda Relâmpago, mas novamente é repelida pelo Cavaleiro de Leão, que contra-ataca na velocidade da luz. Kaiser resolve então dar o golpe final, mas Goldie, o leão de estimação, se coloca na frente de Shun. O leão gigante cai no chão, ferido. Goldie parece feliz pelo fato de proteger Shun. Kaiser fica irritado, já que aquele que Goldie protege é seu inimigo. Kaiser diz então que se ele não sair da frente, terá que golpeá-lo também, porém Shun consegue segurar o seu punho com a sua corrente. Kaiser pergunta se Shun conseguiu ver o golpe na velocidade da luz, mas o Cavaleiro de Bronze diz que não, já que ele conteve a velocidade do seu golpe por causa do Goldie. Ele diz que Kaiser é uma boa pessoa, mas o Cavaleiro de Leão não quer saber de papo e dispara outro golpe em Shun. Neste momento surge Tenma de Pégaso. Tenma diz que sempre ouviu falar que o Cavaleiro de Leão era uma pessoa com virtude, com muita força e coragem, porém agora ele percebe que isso não é verdade, ele é inclusive inferior ao leão gigante que está na sua frente.

Capítulo 45 - A Brincadeira dos Deuses Editar

Capitulo45

Goldie lambe as feridas de Tenma para ajudá-lo a se curar!

Kaiser questiona as palavras de Tenma. O Pégaso diz que o leão percebeu que Shun não era um inimigo, coisa que ele, um ser humano, não foi capaz de perceber. Kaiser ordena que Goldie ataque Tenma. O Cavaleiro de Bronze consegue se defender e pede calma a Goldie. Tenma percebe que Goldie estava machucado e o ajuda. Agora ele diz que estão em igualdade e, apesar dele ser um animal, ele não quer tirar proveito da sua fragilidade. Kaiser pergunta qual é o sentido de ajudar o adversário. Goldie então começa a lamber as feridas de Tenma, fazendo-o cócegas. A saliva do animal tem propriedades curativas. O leão de estimação percebeu que Tenma também não é um inimigo e retribuiu o favor. Na Casa de Gêmeos, Ikki acorda Caim e o Cavaleiro de Ouro pergunta onde está Abel. Ele entende que o seu irmão se deu por vencido e desapareceu, embora acredite que ele irá voltar. Caim pede para Ikki partir. Ikki diz então que seja no passado como no futuro, os Cavaleiros de Gêmeos nasceram destinados a sofrer conflitos de suas almas. Ikki diz que conheceu um Cavaleiro que tinha o mesmo problema que Abel e seu nome era Saga de Gêmeos. O Cavaleiro de Bronze complementa dizendo que Saga matou o Grande Mestre e tentou matar Atena, já que ele sofria de dupla personalidade. Caim pede para Ikki não se preocupar e partir. O Fênix diz que, se sobreviver, voltará para pagar a sua dívida com ele. Caim reflete sobre as palavras de Ikki e percebe que o sofrimento de Saga era maior já que ele e Abel nasceram neste mundo por uma brincadeira dos deuses. De volta a Casa de Leão, Kaiser percebe que eles são verdadeiros cavaleiros e sente o cosmo maligno se aproximando. O verdadeiro inimigo está chegando!

Capítulo 46 - Labirinto dos Deuses Editar

Capitulo46

Deathtoll acaba aceitando ser o guia dos espectros pelas Doze Casas!

No Yomotsu, o Cavaleiro de Ouro de Câncer Deathtoll ainda está dentro do Omertá, mas ele é resgatado por alguns espectros após cair no abismo. Ele questiona os comandado de Hades perguntando como eles conseguiram chegar naquele local. Os espectros respondem dizendo que a barreira imposta por Atena está enfraquecida, por isso eles conseguiram chegar facilmente lá. Além disso, Atena está perdida em algum lugar distante. Na Sala do Grande Mestre, Shijima de Virgem não consegue sair do local. Ele tem a sensação de estar andando em círculos. Ele então percebe que está no Labirinto dos Deuses, um local construído na Sala do Grande Mestre e que funciona como uma defesa final. Nem mesmo os deuses conseguiriam sair de lá e somente o Grande Mestre pode fazer o local aparecer. O Cavaleiro de Ouro de Virgem pede perdão a Atena por não conseguir tirá-los de lá. De volta ao Yomotsu, os espectros tentam fazer um acordo com Deathtoll: agora que o cosmo de Atena está enfraquecido, eles podem seguir mais adiante, porém precisam da ajuda de um cavaleiro para ser o guia deles nas Doze Casas. Se Deathtoll não ajudar, eles o mandarão de volta para o abismo do Yomotsu. Deathtoll concorda e eles partem de volta para as Doze Casas. Na Casa de Leão, Kaiser sente que o cosmo de Shijima sumiu. Ele imagina que se a traição do Grande Mestre é verdadeira, algo terrível deve ter acontecido com Shijima. De repente, inimigos surgem na frente do Cavaleiro de Leão. Ele então percebe que o cosmo que ele sentiu antes era deles. Deathtoll de Câncer e vários espectros estão na sua frente.

Capítulo 47 - A Misericórdia do Guerreiro Editar

Capitulo47

Kaiser consegue se livrar facilmente dos tentáculos do Verme!

Deathtoll leva os espectros até a Casa de Leão. Chegando lá, Goldie liquida rapidamente com quase todos eles. Apenas um sobrevive. O espectro pede piedade, mas o leão de estimação do Cavaleiro de Ouro não tem piedade e destrói o inimigo. Kaiser pergunta se Deathtoll é um traidor, porém o Cavaleiro de Câncer responde dizendo que não. De repente, o espectro de Verme ataca o Leão, prendendo-o com seus tentáculos. Goldie também acaba preso pelo espectro. Kaiser consegue se livrar facilmente do golpe do Verme, destruindo seus tentáculos. O espectro pede ajuda para Deathtoll, mas ele recusa e ataca o espectro, matando-o. Ele resolve então voltar para a Casa de Câncer, mas antes ele pede cuidado para Kaiser, já que uma fada borboleta está rondando a Casa de Leão. Ele diz que ela está na verdade observando Suikyo. Quando eles se dão conta. Suikyo já partiu para a próxima casa. Kaiser resolver partir em direção a Casa de Virgem. Deathtoll pede para ele não seguir Suikyo. Kaiser pergunta novamente se Deathtoll é um traidor, mas o Cavaleiro de Câncer não diz que sim e nem que não.

Capítulo 48: Amizade Ardente Editar

Capitulo48

Shiryu de Dragão levava uma vida simples em Rozan, mas resolve voltar a lutar!

Hyoga de Cisne chega até Rozan, onde Shiryu está levando uma vida simples, cultivando o campo. Eles conversam e Shiryu diz que deixou as lutas para trás e se recusa a ajudar Hyoga a salvar Seiya. Hyoga repreende o Dragão e em seguida o segura pela camisa para golpeá-lo, mas Shunrei chega com um bebê no colo: é Shoryu. Shiryu pega a criança no colo e sorri. Hyoga resolve ir embora. Logo após isso, Shiryu se direciona para o local onde seu mestre ficava, diante da cachoeira Rozan. Ele chora, ao mesmo tempo que segura a bengala do seu antigo mestre. Tohma chega no local. Ele tinha ido até Rozan para encontrar Hyoga e lutar com ele novamente. O anjo golpeia Shiryu várias vezes, que nada pode fazer. Em um dos golpes, Tohma faz o Dragão cair na cachoeira. A armadura de Dragão surge diante dele. Ela estava selada na cáscata. Tohma vai embora e Shiryu decide partir novamente para o combate, se despedindo de Shunrei e Shoryu, carregando a armadura sobre seus ombros e levando a bengala de Dohko.

Capítulo 49: O Portão da Morte Editar

Capitulo49

Suikyo chega na Casa de Virgem e se vê diante dos quatro Portões do Buda!

Suikyo chega a casa de virgem e Sijima percebe que alguem entrou em sua casa, mesmo estando no labirinto dos deuses e fala que sem ele o lugar é intransponivel. Quanto isso na Casa de Leão, Tenma e Shun acordam. O Pégaso pergunta, para o Cavaleiro de Leão, onde está o seu mestre Suikyo. Kaiser pede para eles seguirem e alcançarem Suikyo. Shun agradece o fato de Kaiser ter entendido as reais intenções deles. Na Casa de Virgem, Shuikyo não sente a presença de inimigos, um silêncio absoluto. De repente, ele escuta um zumbido horrível que pode deixá-lo louco. O espectro então percebe que Shijima, mesmo ausente, está protegendo a Casa de Virgem. Neste instante, Shijima surge na sua frente e pede para Suikyo recuar, caso contrário será destruído. Suikyo acredita que o que ele vê é uma ilusão e decide avançar. Quando tenta, é cercado por quatro portões do Buda: Velhice, Doença, Morte e Vida. Shijima diz então que ele deve escolher um dos portões caso deseja chegar até Atena. Sendo assim, as divindades budistas talvez o guiarão. O Cavaleiro de Virgem pergunta se ele tem determinação suficiente para seguir adiante, caso contrário terá que recuar. Suikyo diz que sabe que, independente da sua escolha, será destruído, e se permanecer ali acabará vencido pelo zumbido infernal do local. Ele então prefere seguir adiante. Suikyo escolhe então o portão da Morte. Tenma sente que o cosmo do seu mestre desapareceu. Shion em Áries e Kaiser em Leão também sentem. Deathtoll em Câncer pede para Shijima não matá-lo, já que Suikyo trouxe algo muito importante com ele!


Capítulo 50: Santa Luz Editar

Capitulo50

A Armadura de Taça aparece diante de Suikyo no Jardim das Áravores Sala Gêmeas!

Shijima está na Sala do Mestre e reflete sobre o fato de Suikyo ter escolhido a Porta da Morte. Se ele tivesse escolhido a Porta da Velhice, instantaneamente se tornaria um homem velho e não poderia continuar em frente, se tivesse escolhido a Porta da Doença, teria uma infecção terrível e não continuaria em frente, se fosse na Porta da Vida, ficaria vagando eternamente pela Casa de Virgem em penitência. Portanto, sabendo de tudo isso e sem hesitação, Suikyo escolheu a Porta da Morte, preferindo morrer no local do que continuar vivendo sem alcançar o seu objetivo. Shijima entende que ele é um verdadeiro guerreiro. O Cavaleiro de Virgem começa a se questionar, então, se Suikyo é realmente um inimigo de Atena. Na eminência da morte, Suikyo vê uma luz. Ele acorda no Jardim das Árvores Sala Gêmeas. De repente, surge na sua frente a Armadura de Prata de Taça. Ele não entende porque ela está naquele local, mas percebe que foi salvo por Atena. Shijima também percebe que Atena, apesar de ser apenas um bebê, salvou Suikyo. O espectro tenta se olhar na água da vida, mas nada vê. Ele percebe então que não morrerá e Atena fez questão de salvá-lo. Ele decide seguir adiante, bebendo a água da vida. Neste instante, ele percebe que as pétalas das Árvores Sala Gêmeas percorrem dimensões e resolve mandar uma mensagem para Atena através delas. As pétalas chegam até Shijima, que está com Atena. O Cavaleiro de Virgem percebe que apenas duas pétalas conseguiram chegar. Nelas está escrito: Ju e San. Shijima não entende o que aquilo quer dizer, mas sente que o Santuário todo pode ser destruído!

Capítulo 51: O Dragão e o Cisne Editar

Capitulo51

Hyoga imobiliza Tohma com o seu golpe Circulo de Gelo!

Hyoga chega no Olimpo e se sente perdido, andando em circulos. Tohma aparece e diz que aquele lugar não é para seres humanos. Tohma parte para a luta, mas Hyoga diz que não tem tempo para lutar. O Cavaleiro Celestial força Hyoga vestir sua armadura. O Cavaleiro de Cisne pede para Tohma espera três dias, ai eles poderão lutar. Tohma acredita que Hyoga não voltará com vida, por isso quer botar um ponto final na luta deles agora. Neste instante surge Hecate. Ela pergunta se eles são o Cisne e o Dragão pois tem um recado: um Cavaleiro chamado Ikki pediu para eles partirem sem demora. Após dar o recado, Hecate vai embora. Hyoga fica surpreso e tenta em vão questionar o paradeiro de Ikki e Atena. Tohma golpeia Hyoga, repreendendo-o e dizendo que ele deve se importar apenas com o seu oponente. Em outro lugar, Hecate reflete dizendo que como já entregou o recado de Ikki, não quer mais se envolver com estes Cavaleiros, ela não quer arriscar deixar os deuses irritados. Ela lamenta pelo fato de Atena não ter chances de sobreviver. Neste momento Shiryu de Dragão chega, trajando sua armadura, e questiona Hecate sobre Atena. Ela pergunta quem ele é e Shiryu responde que ele é o Cavaleiro de Dragão. Hecate diz que falará sobre Atena se for recompensada com algo. Shiryu entrega então a bengala do seu velho mestre, mas desiste em seguida, lembrando que aquela é a única coisa que restou do seu velho mestre. Shiryu está em dúvida e a bruxinha pede para ele se decidir logo. Tohma continua golpeando Hyoga, mas é interrompido por Shiryu, que joga a bengala no meio dos dois. Shiryu pede desculpas para Hyoga pela sua demora. O Cisne pergunta sobre Shoryu e o Dragão responde que ele é um menino, mas será capaz de virar um homem forte com eles. Shiryu resolve entregar a bengala para Hecate, desde que ela os leve para o Lago de Cronos. A bruxinha aceita. Tohma fica indignado com a fuga dos dois. Ele diz que Shiryu é um covarde e percebe que os seus olhos estão diferentes daquele Shiryu de Rozan (o Dragão voltou a enxergar). Hyoga então paralisa Tohma com o seu Circulo de Gelo. Chegando no lago, Hecate mostra o caminho certo. A bruxinha sente um cosmo imenso vindo da bengala e diz que não poderá ir com eles. Shiryu pede para que ela cuide bem da bengala. Shiryu e Hyoga partem para o passado.</span>

Capítulo 52: Tigre e Dragão, Professor e Aluno Editar

Capitulo52

Shiryu fica muito feliz ao encontrar o seu mestre Dohko na Casa de Libra!

Tenma e Shun observam que estrelas cadentes caem do céu novamente. Shun sente que são Hyoga e Shiryu. Shiryu aparece na Casa de Libra, diante de Dohko. Quando percebe onde está, Shiryu vê o seu mestre e dá um grande sorriso. Shiryu chama Dohko de venerável mestre, mas o Cavaleiro de Ouro não entende nada. Shiryu diz que veio do futuro e pergunta por Atena. Dohko para para o Dragão ir embora, pois está achando tudo isso muito suspeito. O Cavaleiro de Bronze diz que não vai embora até que ele entenda tudo. Dohko resolve golpear Shiryu, mas o Dragão começar explicar em detalhes como Dohko o treinava, sobre Shunrei e sobre o orfão adotado por eles no futuro chamado Shoryu. Dohko pede então para que Shiryu explique como ele será no futuro e o Cavaleiro de Bronze diz que ele usa um chapéu de palha, tem barba branca e fica constantemente sentado na cachoeira de Rozan, na China. Dohko lembra de quando se viu no futuro na água da Armadura de Taça. Dohko está inclinado a aceitar a verdade de Shiryu, porém ele pede que Shiryu o derrote para seguir em frente. Shiryu diz que não pode levantar um dedo sequer contra seu mestre. Dohko dispara então o Cólera do Dragão, que é prontamente detido por Shiryu. O Dragão diz que Dohko ensinou esta técnica para ele no futuro, por isso ele conseguiu deter facilmente. Shiryu retira sua armadura e mostra o Dragão ascendente em suas costas!</span>

Capítulo 53: O Herdeiro Editar

Capitulo53

As pétalas enviadas por Suikyo revelam algo misterioso: um 13º lendário!

Dohko percebe que a tatuagem do Dragão surge quando Shiryu queima o seu cosmo. Ele diz que apenas alguns cavaleiros tem esta técnica e em seguida remove a sua armadura e mostra a sua tatuagem de Tigre, queimando o seu cosmo. Apesar de tudo isso, Dohko ainda não está acreditando em tudo o que Shiryu diz e insiste em lutar. Shiryu não quer lutar e acaba sendo atacado pelo Cólera do Dragão de Dohko, mas ele revida com o mesmo golpe. Na Sala do Grande Mestre, Shijima sente que não pode ficar parado, já que acredita nas palavras de Suikyo, e deve avisar todos dos Santuário, caso contrário o Santuário será destruído. Nas pétalas enviadas por Suikyo está escrito: o 13º lendário, uma maldição do Santuário. De repente, surge Cardinale de Peixes. De volta a Casa de Libra, Dohko percebe que as energias dos seus ataques se anularam, sendo assim os Cóleras do Dragão são iguais. Ele reconhece Shiryu como seu discípulo. Ele diz para Shiryu ficar de pé, já que ele é o herdeiro da Armadura de Libra. Shiryu explica então sobre o Misopetha Menos e como Dohko ficará no futuro. O Cavaleiro de Libra cai na gargalhada. Na Sala do Grande Mestre, Cardinale não quer deixar Shijima escapar.

Capítulo 54: A Casa MalígnaEditar

Capitulo54

A lenda da 13ª Casa Zodiacal volta a tona no passado e no presente!

Cardinale de Peixes ataca Shijima de Virgem com o golpe Dagger Roses (Punhal de Rosas). De repente, Shijima desaparece. Cardinale fica incrédulo e Shijima diz para o Peixes que não é hora de lutar, já que algo incrível está para acontecer no Santuário. O Cavaleiro de Virgem cita então a 13ª Casa Zodiacal, uma lenda que vem desde as eras mitológicas. De volta ao presente, em 1990, Marin pergunta para Shina o que está acontecendo. A amazona de prata diz que sentiu uma dor passageira, mas nada preocupante. Shina então pede para Marin cuidar do Seiya e se retira. Ela diz que vai andar pelas Doze Casas, mas Marin não entende, já que os Cavaleiros de Ouro morreram e o Santuário está um verdadeiro deserto. Shina diz que voltará em breve. Entre as Casas de Escorpião e Sagitário, um soldado aborda Shina. De repente, surge Marin que seguiu Shina. Ela pergunta o que ela está fazendo naquele lugar e percebe que existe uma espécie de símbolo enterrado. Ela então percebe que trata-se das ruínas da lendária Casa maligna. Ela pergunta para Shina se a lenda que vem desde as eras mitológicas é verdadeira. Shina diz que o fim está próximo, não só o Santuário, mas o mundo todo está com os dias contados. Na Sala do Grande Mestre, no passado, Cardinale não acredita em Shijima e diz que o 13º Cavaleiro de Ouro é uma lenda. Shijima diz que não, já que esta foi a mensagem de Suikyo nas pétalas de rosa, tendo em vista que ele utilizou a água da Armadura de Taça para ver o futuro. Shijima conclui que Suikyo viu a ressureição do 13º Cavaleiro de Ouro, o cavaleiro amaldiçoado.

Capítulo 55:Editar

Rede da Wikia

Wiki Aleatória