Wikia

Saint Seya Wiki

Santuário de Atena

Comentários7
1 801 pages em
Este wiki

Santuário de Atena
Sanctuaryl
Nome
Dados gerais
Dados básicos
Gênero Base dos Cavaleiros de Atena
Dados de treinamento
Dados de anime e mangá
Estréia Episódio 01

O Santuário de Atena é a base de operação da ordem dos seus Cavaleiros e o lugar em que a mesma deusa exerce suas funções como protetora do mundo dos homens. É também espaço de treinamento de diversos aspirantes a Cavaleiros.

OrigemEditar

Atena é filha de Zeus, deus supremo do Olimpo, que lhe deu o governo sob a Terra. Desde tempos remotos, Atena enfrenta outros deuses que desejam se apropriar da Terra, em conflitos conhecidos como Guerras Santas. A primeira delas ocorreu contra Poseidon, e para derrotá-lo, Atena convocou um grupo de jovens e valorosos guerreiros, que batizou de Cavaleiros. A princípio, lutavam sem armas ou proteção em seus corpos, fato que levou um grande número destes à morte. Para ajudá-los, Atena criou Armaduras sagradas inspiradas nas constelações. Com elas, os Cavaleiros conseguiram derrotar os Generais de Poseidon.

Depois disso, Atena construiu o Santuário em um local próximo aos arredores da cidade de Atenas. Este Santuário conta com uma estrutura hierárquica, liderada pela deusa e pelo Grande Mestre. O Templo de Atena se encontrava no centro do Santuário e sua única entrada era pelos aposentos do Grande Mestre. Para chegar a tais aposentos, o único caminho disponível era uma trilha que passava pelas Doze Casas, cada uma protegida por um Cavaleiro de Ouro.

ColiseuEditar

Xsx

O coliseu, palco de luta entre aspirantes a cavaleiros

Trata-se de uma arena próxima à casa de Áries. É utilizada para treinamento e para lutas entre aspirantes a Cavaleiros. Foi nesse local que Seiya derrotou Cassios e conquistou a Armadura de Pégaso. O avião que levou Saori e os Cavaleiros de Bronze ao Santuário pousou no Coliseu. Na saga de Hades, Mu de Áries teletransporta Seiya para o Coliseu, evitando que o Cavaleiro de Bronze seja morto por  Máscara da Morte de Câncer.

Relógio de FogoEditar

FireClock

O relógio de fogo com todas as chamas acesas.

É uma torre de quatro faces que pode ser vista de qualquer lugar do Santuário. Em cada face, existem doze espaços onde chamas se acendem (cada espaço representa um signo do zodíaco). Uma chama leva uma hora para se apagar, portanto, todas as chamas se apagam em doze horas.

O relógio de fogo só pode ser aceso quando o Santuário está sendo invadido, o que aconteceu em quatro ocasiões: em 1744 na Guerra Santa contra Hades, durante a Titanomaquia, no confronto entre os Cavaleiros de Bronze e os Cavaleiros de Ouro e na invasão dos Espectros de Hades.

Entrada do SantuárioEditar

Compreende-se como Entrada do Santuário boa parte do território do mesmo alheio às doze casas. Fazem parte deste complexo os arredores, o pátio principal, o cemitério dos Cavaleiros e a entrada das doze casas.

Os arredores mais próximos do Santuário já são considerados parte deste e a partir deste perímetro os sagrados campos de força que mantém o Santuário incólume dos olhos de seres humanos comuns e da força de outras divindades já se faz presente. Pouco antes deste local, se encontram alguns monumentos da Grécia Clássica, o que faz com que muitos turistas o visitem durante o dia; no entanto, este caminho torna-se cada vez mais ingrime conforme se aproxima do Santuário, tornando o mesmo inacessível para homens comuns, já que o caminho se converte em uma seqüência infindável de rochedos e desfiladeiros.

Ultrapassado todo este percurso, chega-se a um local onde uma atmosfera de paz reina e o sol parece brilhar mais forte, o Santuário de Atena. Ao término da passagem formada pelos desfiladeiros do Santuário, têm-se dois caminhos possíveis: um deles guiará diretamente aos pátios principais do Santuário e outro levará ao cemitério dos Cavaleiros.

Pátios e sub-localidadesEditar

Logo após a passagem pelos arredores do Santuário, caso não se siga para o cemitério dos Cavaleiros, chega-se aos pátios que são divididos em inúmeras sub-localidades, sendo neste local onde normalmente se encontram os Cavaleiros de hierarquia abaixo da elite e os soldados rasos.

Image001

O coliseu e os aposentos dos cavaleiros de prata e bronze

Neste local localizam-se a área de treinamento das Amazonas, os alojamentos dos Cavaleiros, a sala das torturas e o templo do assistente do regente. Aqueles que passarem por estes locais com o intuito de chegar às doze casas devem atravessar apenas o pátio principal, que constitui-se basicamente de um enorme terreno tortuoso, dotado de uma subida cada vez mais ingrime rumo à montanha sagrada das doze casas. Alguns templos se fazem presentes, como a biblioteca oficial do Santuário, onde assuntos administrativos de menor porte se resolvem. Os Cavaleiros de Prata e Bronze geralmente ficam neste local aguardando por ordens de seus superiores.

Concluindo a passagem pelos pátios do Santuário, chega-se à base da montanha sagrada que abriga em si os doze templos zodiacais, o salão do patriarca e o maior tesouro do Santuário: a Estátua de Atena e os aposentos da própria deusa. Este recinto é conhecido como a entrada das doze casas, possuindo diversos elementos, entre eles, o relógio zodiacal.

No exato centro do sopé encontra-se a passagem para a casa de Áries: uma pequena escadaria sucedida por uma plataforma rochosa, onde desde seu início é possível se avistar o primeiro dos doze templos. Desta plataforma, é possível observar uma pequena depressão de terreno onde se ergue imponente o relógio de fogo, as chamas sagradas e o marco das invasões e guerras santas. O relógio é cercado por algumas rochas em campo aberto, o que lhe torna acessível e visível em qualquer ponto das doze casas.

As Doze CasasEditar

Ver mais: Doze Casas

São doze edificações, uma para cada Cavaleiro de Ouro

Santuario

O Santuário do Século XX

Na série original são tratadas como "lugares vazios", apenas vigiadas pelos seus respectivos Cavaleiros. Contudo, no Episódio G são exibidas como verdadeiras moradas, possuindo todo o necessário para funcionarem como habitação dos Cavaleiros e seus vassalos. No lançamento do mangá brasileiro, o nome foi trocado de "Casas" para "Mansões". No mangá Next Dimension é revelada a existência das ruínas de uma 13ª Casa Zodiacal entre as Casas de Escorpião e Sagitário, cujo guardião deveria ser o Cavaleiro de Ouro de Ofiúco.

Salão do Grande MestreEditar

Protegido por Shion de Áries na era atual e Sage de Câncer na época de The Lost Canvas. Local onde vive o Grande Mestre, líder dos 88 Cavaleiros. Não se pode chegar ao Templo de Atena sem antes passar por aqui. Durante a saga do Santuário, Seiya e Ikki de Fênix lutam nesse local contra Saga de Gêmeos.

Templo de AtenaEditar

316501 125699447533534 120082031428609 89110 955930295 n

Sasha diante da Estátua de Atena

Templo de atena

Templo de Atena em Saint Seiya The Hades de Playstation 2

Templo onde se encontra a Estátua de Atena.A luz emanada pelo Escudo da Justiça é capaz de fazer desaparecer a flecha de Tremy de Sagita que feriu Saori Kido.

A Estátua de Atena, se banhada com o sangue da mesma, também pode se transformar na poderosa Armadura de Atena. No Episódio G, sob a estátua de Atena há a câmara do selo, onde está guardada a Sohma Megas Drepanon do Titã Cronos.

Star Hill

O templo do Star Hill (no século XX)

Star HillEditar

É uma colina muito alta e de difícil acesso, no topo há uma construção semelhante a um templo. No mangá The Lost Canvas, o mestre Sage vai ao local para interpretar as estrelas e prever o futuro. Durante a saga do santuário, Marin de Águia vai até o topo de Star Hill e encontra um corpo (no mangá, Shion; no anime, Arles.

CemitérioEditar

Este cemitério trata-se de um terreno à beira de um imenso desfiladeiro repleto de tumbas de Cavaleiros que morreram a serviço de Atena. Os túmulos do local não possuem caráter luxuoso, demarcados apenas por uma lápide de pedra onde jaz talhado o nome do Cavaleiro, e em alguns casos, sua patente e sua constelação. O ritual de despedida é igualmente simples, composto por preces e homenagens ao guerreiro falecido.

Somente os Cavaleiros de Atena podem ser sepultados neste local. No século XX, foi palco do combate entre Camus de Aquário e os soldados subordinados ao Titã Hyperion. No mesmo século, durante a guerra contra Hades, é incendiado pelos Cavaleiros de Bronze menores a mando de Shaina de Ofiúco, para evitar que mais Cavaleiros sejam ressuscitados pelo deus do submundo.

Fonte de AtenaEditar

Trata-se de um pequeno templo no meio de um bosque. Segundo Mu, nos tempos mitológicos os Cavaleiros que estavam à beira da morte eram levados para esse templo para que tivessem uma morte tranquila.

Um dia, a Estátua de Atena verteu uma lágrima que caiu no chão e um denso bosque se formou no local. Milagrosamente, os Cavaleiros que ali estavam foram curados. Desde então, o local passou a ser utilizado como uma espécie de hospital para Cavaleiros feridos.

Rede da Wikia

Wiki Aleatória